Cultura

Exposição pretende ser presencial


DIVULGAÇÃO
Expectativa é de que a 34ª edição da Bienal de São Paulo seja presencial
Crédito: DIVULGAÇÃO

Com a abertura dos museus ao público, José Olympio da Veiga Pereira, presidente da Fundação Bienal de São Paulo, prepara a 34ª edição para ser presencial. O tema é 'Faz escuro mas eu Canto', com previsão de inauguração em 4 de setembro.

Pereira está animado com a experiência presencial. "Acredito que conseguiremos realizar o evento presencial, como está acontecendo na rede de museus de São Paulo neste momento. A visita virtual também estará disponível", explica.

Entre os destaques da exposição, sob a curadoria do italiano Jacopo Crivelli Visconti, estão indígenas contemporâneos como Jaider Esbell, Daiara Tukano e nomes conhecidos como Pierre Verger e Giorgio Morandi. Ao todo são 91 artistas de 39 países.

Em 2020, a Bienal foi adiada, mas diversas iniciativas mantiveram o evento vivo. Ela comemora ainda 70 anos com podcast e posts nas redes contando capítulos marcantes de sua história.

 


Notícias relevantes: