Cultura

Obra se inspira na estética de games

TEATRO De forma virtual e interativa, "Descontrole Público" já está em cartaz


Divulgação
A peça "Descontrole Público" estará em cartaz até dia 5 de setembro
Crédito: Divulgação

Com direção de Pedro Granato, a peça virtual e interativa "Descontrole Público" estará em cartaz até dia 5 de setembro, com ingressos a partir de R$ 20 e sessões nas sextas e sábados, às 21h e 23h, e domingos, às 19h e 21h.

A inspiração da obra veio da estética dos videogames. O espectador interfere na trama como avatares, identidade digital assumida na transmissão através de comandos de voz.

Com dramaturgia de Beatriz Silveira e Felipe Aidar, a peça trata-se de um grupo recém-vacinado que, depois de tanto tempo isolado, aluga uma casa para se divertir em um primeiro encontro presencial. Muitos deles desejam viver intensamente tudo o que foi perdido, e conflitos éticos e pessoais se instauram em meio ao bom senso de uns e a irresponsabilidade de outros.

Seis cenas se desenvolvem simultaneamente em meia dúzia de salas, e o espectador escolhe um grupo para acompanhar e o personagem a manipular.

Em uma das cenas, por exemplo, uma garota que nunca viveu uma experiência homossexual recebe a cantada de uma colega e, na outra, uma jovem flagra um sujeito abusando de uma amiga desacordada e precisa tomar alguma atitude.

Uma das preocupações do grupo é a formação de plateia e Granato voltou sua pesquisa para decifrar o que pode ser atraente para uma faixa etária jovem e raramente vista nos teatros.

Em fevereiro de 2019, um ano antes de a ameaça pandêmica dar sinais, Granato foi um dos diretores participantes do projeto "Babylon - Beyond Borders". O espetáculo tecnológico, que reuniu artistas do Brasil, Estados Unidos, Inglaterra e África do Sul, foi encenado simultaneamente nestes países e transmitido em vídeo pela internet.

INGRESSOS

SYMPLA.COM.BR/PEQUENOATO


Notícias relevantes: