Cultura

Lee 'Scratch' Perry, ícone do reggae e precursor do dub, morre aos 85 anos

Artista, que difundiu o reggae entre 1960 e 1970, não teve causa da morte divulgada


Divulgação
Lee 'Scratch' Perry, ícone do reggae e precursor do dub, morre aos 85 anos
Crédito: Divulgação

Lee "Scratch" Perry, ícone do reggae e precursor do dub, morreu na manhã deste domingo (29), em Lucea, na região noroeste da Jamaica, aos 85 anos. Ele estava internado em um hospital na cidade e a causa da morte não foi divulgada.

O artista foi um dos grandes responsáveis por difundir o reggae nos anos 1960 e 1970, e foi pioneiro do dub, subgênero que mistura o reggae a elementos da música eletrônica, como os remixes. Ele integrou a banda The Upsetters e trabalhou e produziu ao lado de artistas como Bob Marley, e de grupos como The Wailers, Beastie Boys e The Clash.

Em 2003, ele venceu o Grammy de melhor álbum de reggae por "Jamaican E.T.". No ano seguinte, foi eleito pela revista especializada Rolling Stone um dos cem maiores artistas musicais de todos os tempos. No seu repertório estão faixas como "Disco Devil" e "I Am the Upsetter".

Lee "Scratch" Perry também era artista plástico e integrava a lista de artistas que participariam da 34ª Bienal de São Paulo, que começa no dia 4 de setembro. Sua primeira passagem no Brasil foi em 2002, como músico.

Ele estreou por aqui no palco do Sesc Pompeia, em São Paulo, e disse, à época, que a apresentação seria emocionante porque o povo brasileira veria "um E.T. de carne e osso no palco" pela primeira vez. "Quando comecei a fazer punk reggae, ninguém achou bom na Jamaica. Quando mostrei esse gênero no Reino Unido, me acharam Deus. Nem existia Bob Marley quando eu apareci", disse ele em entrevista, às vésperas do show.

"Se você dá para a terra o que é bom, ela te devolve o que é bom. Como você acha que me tornei produtor? Adoro fazer experimentações", afirmou ainda sobre o rumores de que enterrava suas fitas na terra para que elas pegassem energias positivas.

Primeiro-ministro da Jamaica, Andrew Holness lamentou a morte de Lee "Scratch" Perry nas redes sociais e desejou condolências à família, aos amigos e aos fãs do artista. "Sem dúvidas, ele será sempre lembrado por sua contribuição autêntica para a música. Que sua alma descanse em paz", escreveu.


Notícias relevantes: