Cultura

Cia. Jovem de Dança anima o fim de tarde de domingo no Polytheama


Divulgação
Início da apresentação ficou por conta da coreografia "Entre o Corpo e o Azul"
Crédito: Divulgação

O fim de tarde desse domingo (21) no Teatro Polytheama contou com a animação e talento dos bailarinos da Cia. Jovem de Dança de Jundiaí, que levaram ao palco as apresentações das coreografias “Entre o Corpo e o Azul” e “Link”.

Com entrada gratuita, o espetáculo contou ainda, entre uma coreografia e outra, com as apresentações em vídeos de alguns dos trabalhos desenvolvidos pela companhia durante e pandemia, como o material gravado em importantes espaços da cidade para a programação do Mês do Patrimônio este ano.

A Cia. Jovem de Dança é um corpo artístico ligado à Unidade de Gestão de Cultura (UGC). Para o gestor da UGC, Marcelo Peroni, “o trabalho desenvolvido pela Cia. Jovem de Dança é motivo de grande satisfação e orgulho, em vista da qualidade técnica, sempre crescente, do que os bailarinos vêm apresentando. A Dança é uma linguagem artística muito tradicional em Jundiaí e a proposta da companhia é de absorver os jovens talentos e investir em sua formação jovens, para que possam enriquecer o cenário cultural da cidade. E é motivo de muita satisfação ver como isso tem se concretizado”.

O espetáculo começou com a apresentação de “Entre o corpo e o azul”, de Henrique Rodovalho, coreografia que, a partir de uma trilha sonora sensível, provoca a expressão do corpo em espaços delimitados, questionando o limite entre o corpo e o movimento.

Na sequência foi a vez da apresentação da coreografia premiada “Link”, criada pelo diretor artístico da companhia, Alex Soares, em 2013 para a Ribeirão Preto Cia. de Dança, e que agora ganhou uma remontagem para a companhia jundiaiense, com a proposta de abordar a anulação do indivíduo para o coletivo, por meio do ‘link’, que designa a ligação entre os bailarinos, ultrapassando as fronteiras do campo técnico.

 


Notícias relevantes: