Cultura

Flip termina hoje com tema de plantas


Termina hoje (5) a 19º Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip. A natureza foi o tema principal do evento, com autores falando como ela é independente do ser humano.

Entender a natureza não como algo a ser conquistado pelos homens, mas como um ente com existência própria, cheio de mistérios a serem respeitados, mesmo que eles não sejam compreendidos. Esta foi a tônica da mesa 14 da Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip, nesta sexta-feira (3), uma conversa transmitida online entre a escritora coreana Han Kang e a brasileira Adriana Lisboa.

"Eu acho que existe uma divisão de papéis, talvez muito questionada nesse momento, que é a de um pensamento humano que sempre se colocou no centro do mundo, e todo o restante, toda a vida, plantas, animais, rios, toda a biosfera, como algo que a gente pode se apropriar", afirmou Lisboa.

Kang invocou seu crescimento numa família budista para lembrar que a crença não vê o humano como superior às plantas. A autora então citou o seu premiado livro "A Vegetariana", com o qual ganhou o Man Booker Prize de 2016, dizendo que a protagonista da obra pensa nas plantas como seres mais éticos.


Notícias relevantes: