Cultura

Retomada cultural teve espetáculos gratuitos

INVESTIMENTO Editais que somam mais de R$ 1 milhão também foram destinados aos artistas locais


Divulgação
Mais de R$1 milhão foi injetado na cultura jundiaiense por meio de editais e projetos para os artistas locais, que puderam se inscrever à vontade
Crédito: Divulgação

Após um ano e meio com apenas programações virtuais, a Cultura de Jundiaí retomou suas atividades gradativamente a partir de julho deste ano. Um dos primeiros a reabrir foi o Teatro Polytheama que passou a oferecer programação gratuita quase que semanal.

Com casa cheia e ingressos esgotados, os dias de show no Poly com dança, música e histórias foi um sucesso e cumpriu exatamente a função: Trazer de volta o público da cultura local.

Em entrevista recente ao Jornal de Jundiaí, o gestor de Cultura, Marcelo Peroni, explicou que foi justamente essa a ideia, oferecer cultura de graça para que ela volte a fazer parte da rotina do jundiaiense. A surpresa positiva foi ver que o público se mostrou mais do que receptivo e começou a lotar até mesmo as exposições da Pinacoteca, que tiveram que ser prolongadas. Foi como se as pessoas estivessem ávidas por essa retomada cultural.

Desde então houve programação na sala Jundiaí, no complexo Fepasa, no Polytheama, no Solar do Barão, na Pinacoteca e até alguns espetáculos itinerantes com contação histórias e peças.

Outro ponto importante foi a retomada dos artistas, já que foi uma das classes mais prejudicadas com a pandemia e o isolamento social. Nesse grupo, além dos artistas em si, que têm mais visibilidade, também há um sem-fim de outros trabalhadores, desde técnicos de som e imagem até os auxiliares. Nesse sentido, foram abertos diversos editais desde julho que já disponibilizaram mais de R$ 1 milhão em verbas para contratação de shows, espetáculos, oficinas e muito mais. Pelo menos 500 artistas locais serão beneficiados.


Galeria de Fotos


Notícias relevantes: