Cultura

Premiação das melhores canções encerra o 1º Festival de Música de Jundiaí


Divulgação
Esse ano, canções de qualquer gênero musical podiam ser inscritas
Crédito: Divulgação

O 1º Festival de Música de Jundiaí, que aconteceu dos dias 27 a 31 de julho no Complexo Fepasa, chegou ao fim neste domingo com a premiação para os melhores artistas e melhores canções. Ao todo, mais de 370 composições foram escritas, sendo 30 delas selecionadas para apresentação ao vivo, e 10 foram para a final, que aconteceu justamente no domingo (31).

O festival foi promovido pela Unidade de Gestão de Cultura (UGC) e ao todo foram mais de 370 músicas inscritas, sendo 323 compositores, 354 canções, 23 composições instrumentais, representantes de 88 cidades de 16 estados brasileiros, com inscrições em todos os gêneros musicais. Neste ano a proposta foi diferente e permitiu que canções de qualquer gênero musical fosse inscrita e concorresse.

Na noite de domingo, os 10 finalistas se apresentaram sob o olhar atento dos jurados João Marcelo Bôscoli, Graça Cunha e Sérgio Martins, e com direito a apresentação da mestre de cerimônias Kelly Faé. As quatro melhores composições receberam o prêmio de R$ 4 mil.

Os premiados da noite foram:

Melhores Músicas

Anelo 6teto com a canção “Baionado”
Zeca Barreto com a canção “Rodopiou”
Adriano Brandino com a canção “Meu Lugar”
Davi Mour com a canção “Tudo o Que Ainda Há Pra Sentir”

Melhor Música de Jundiaí

Gabriel Souza com a canção “Galope Novo”

Melhor Intérprete

Hugo Branquinho com a canção “Metade”

Melhor Música Por Voto Popular

Ariel Moura com a canção “O Artista”

Menção Honrosa

Eduardo Santana com a canção “Só o Amor”


Notícias relevantes: