Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

‘Abril Indígena’ no Sesc terá extensa programação temática

DA REDAÇÃO | 06/04/2019 | 08:30

Com o propósito de reafirmar a construção de uma sociedade cada vez mais consciente de sua heterogeneidade, o Sesc-SP apresenta o Abril Indígena, que, este ano, traz como assunto principal a luta dos povos indígenas por seus territórios, a fim de promover o respeito à diferença. Na unidade de Jundiaí, a programação acontece entre os dias 7 e 28 deste mês.
Por meio de rodas de conversa, manifestações culturais, apresentações artísticas, oficinas e momentos de convivência, a ação Abril Indígena busca não somente possibilitar que o público tenha contato com a alteridade e a diversidade relativas a diversos povos, mas, principalmente, perceba os indígenas como ativos cidadãos brasileiros, potentes defensores de direitos que visam à construção de uma sociedade mais equitativa, democrática e humana.
De acordo com o censo de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, aqui no Brasil, vivem cerca de 305 etnias, falantes de mais 274 línguas e dialetos. São povos com línguas, hábitos e características físicas bem diferentes uns dos outros e que estabelecem relações variáveis com seus respectivos territórios, tendo em vista uma série de fatores históricos e culturais.
PROGRAMAÇÃO
Dia 7 (11h):Contações de histórias – Sapatos Trocados: Contam que o tatu Kapaxi era o animal mais rápido do mundo e tinha como missão ser o mensageiro do reino animal, pois havia ganhado de Tuminkery, o criador de todas as coisas, um par de sapatos mágicos. Em uma grande festa dada pelo Jabuti, o Tatu teve seus sapatos trocados. Mas, onde foram parar os sapatos mágicos do Tatu? Com Makunaicontos.
Dia 14 (11h): Boca da Noite: O que será que acontece quando o sol mergulha no rio? Dois irmãos, Dum e Kupai, buscando respostas, sobem na laje do trovão, o lugar mais perigoso da aldeia! O medo aumenta quando o pai utiliza a expressão “boca da noite”, a boca que engole a noite. A história aborda a infância, da família, do cotidiano e da criatividade do povo Wapichana. Com Makunaicontos.
Dia 21 (11h): A Onça e o Fogo: A história escrita por Cristino Wapichana resgata um bela lenda que narra o resultado do duelo travado entre a onça e o fogo em um tempo fantástico no qual os homens viviam em plena harmonia com os animais e a natureza. Com Makunaicontos.
Dia 28 (11h): Ceuci – A Velha Gulosa: Uma história de uma velha conhecia como Mãe do Pranto ou Ceuci, a velha gulosa. Ceuci devora tudo o que vê, mas nunca se farta. Um dia ela encontra um menino e, claro, deseja comê-lo assado. Leva-o para sua casa e enquanto vai buscar lenha, a filha de Ceuci, o liberta. A filha orienta o menino a fugir para o pé de uma árvore…Aí começa a fuga do menino e da filha de Ceuci, onde os dois vivem diversas aventuras, enquanto Ceuci, com seu canto assustador os persegue. Com Makunaicontos.
OFICINAS
Dia 13 (14h30): Instrumensto Musicais Indígenas: Será ensinado o processo de produção de utensílios sagrados e sua musicalidade. Neste primeiro dia, vamos conhecer as maracas, instrumentos utilizados em processos espirituais e de cura e para acompanhar cantigas. Com indígenas da região de Jundiaí. Esta oficina será realizada durante a ‘Feira de Trocas’.
Dia 14 (14h30 às 16h): Apitos: Nas oficinas de instrumentos musicais indígenas, vamos aprender o processo de produção de utensílios sagrados e sua musicalidade.
Dia 20 (10h30): Pintura corporal: Para os indígenas a pintura tem vários significados : proteção da pele, proteção de insetos, enfeite e até para proteger o espírito. As tintas são pigmentos naturais de sementes ou plantas e duram até dez dias na pele. Com indígenas
Dia 21 (10h30 às 12): Arco e Flecha. O arco e flecha para o povo Guarani tem um significado imenso, ligado a subsistência e nos dias de hoje também à sustentabilidade. Caça, pesca, meio ambiente, concentração, equilíbrio, esporte olímpico e cultura. Venha aprender a confeccionar seu arco e sua flecha. Com indígenas da etnia Guarani.
O Sesc Jundiaí fica na Av. Antonio Frederico Ozanan, 6600. Informações: (11) 4583-4900.

T_indio1


Link original: https://www.jj.com.br/cultura/abril-indigena-no-sesc-tera-extensa-programacao-tematica/
Desenvolvido por CIJUN