Cultura

Animação chinesa abre programação especial do Instituto CPFL


os-brinquedos-mágicos-750x380 (1)
Crédito: Reprodução/Internet
Começa nesta quarta-feira, (4), às 17h, a 2ª Mostra de Cinema Chinês do Instituto CPFL, que ao longo do mês exibirá 15 longas-metragens, incluindo sucessos recentes assinados por diretores consagrados, como Zhang Yimou, Chen Kage e Jia Zhangke, além de clássicos históricos da cinematografia chinesa, como “Anjo da Rua” (1937) e “A Terceira Irmã Liu” (1960). A primeira atração da Mostra, que tem a curadoria de Francisco Cesar Filho e Jurandir Muller, é a animação “Os Brinquedos Mágicos” (2017, 100 min), de GaryWang. A produção tem como protagonista um bonequinho de argila feito para a coleção de chá de um tradicional mestre chinês. O diretor Gary Wang é um conhecido empresário em seu país, tendo ficado milionário ao criar a Tadou, plataforma chinesa de vídeos equivalente ao YouTube. Após vendê-la, ele fundou o estúdio de animação que produziu “Os Brinquedos Mágicos”. Também na quarta-feira, é projetado “A Vida após a Vida” (2016, 80 min), às 19h. Ainda na semana de abertura estão agendados dois títulos que tiveram repercussão internacional nos últimos anos: “O Clã das Adagas Voadoras”, (5/09, quinta-feira, às 17h), dirigido pelo cineasta Zhang Yimou, e “O Mistério do Gato Chinês”, (5/09, quinta-feira, às 19h), do realizador Chen Kaige. Ao lado de Zhang Yimou, Chen Kaige é um dos mais bem-sucedidos diretores da "quinta geração" do cinema chinês - o primeiro grupo que saiu da Escola de Cinema de Pequim depois do fim da Revolução Cultural e que foi mundialmente reconhecido a partir do fim dos anos 1980. A programação das semanas seguintes da 2ª Mostra de Cinema Chinês tem como destaca “Amor Até as Cinzas” (25/09, às 19h), de Jia Zhangke, o mais badalado cineasta chinês da atualidade, considerado um dos mais importantes do mundo. As sessões são gratuitas e acontecem às quartas e quintas-feiras, às 17h e às 19h, na Sala Umuarama (rua Jorge de Figueiredo Corrêa 1632, Chácara Primavera, Campinas). O evento ainda conta com outras atividades, como o Café Filosófico CPFL, a série especial “Soft Power e a construção da imagem da China moderna” e a exposição “Tinta Sobre Tinta: acervo do MAM no Instituto CPFL” na Galeria de Arte do Instituto CPFL.

Notícias relevantes: