Cultura

Aos 94 anos, morre escritor Rubem Fonseca


rubem-fonseca-840x560_nmZ3jNj
Crédito: Reprodução/Internet

O escritor Rubem Fonseca, 94 anos, morreu no início da tarde desta quarta-feira (15) no Rio de Janeiro. A menos de um mês de completar 95 anos, Fonseca sofreu um infarto perto da hora do almoço, em seu apartamento, no Leblon. Foi levado imediatamente ao hospital Samaritano, onde morreu.

O escritor mineiro era considerado um dos maiores da literatura brasileira e costuma ser avesso a eventos públicos.

Em 2015, ao receber o Prêmio Machado de Assis, entregue pela Academia Brasileira de Letras (ABL) pelo conjunto da obra.

Nascido em Juiz de Fora (MG) em 11 de maio de 1925, José Rubem Fonseca mudou-se para o Rio aos 8 anos de idade. Formado em Direito, trabalhou como comissário de polícia no início dos anos 1950.

Na década seguinte, prestou serviços para o Instituto de Pesquisas e Estudos Sociais (Ipes), vinculado ao golpe militar de 1964. Mais tarde, ele negou que tivesse apoiado o regime.

Dentre os principais livros de Rubem Fonseca, estão os volumes de contos "Lucia McCartney" (1967), "Feliz ano novo" (1975) e "O cobrador" (1979), além dos romances "O caso Morel" (1973), "A grande arte" (1983) e "Agosto" (1990).


Notícias relevantes: