Cultura

‘Atemporal’ liberta todas as artes


T_atemporal
Crédito: Reprodução/Internet
A arte respira! A frase resume perfeitamente a ideia de dois amigos que há dois anos se juntaram e criaram o Atemporal Arte, projeto que, como a dupla define, serve para que eles e outros artistas consigam expressar sua arte. Andreza Celestino, 32 anos e André Leal, 30, são amigos há 10 anos. Se conheceram em uma ONG, onde trabalhavam juntos, e sempre debatiam sobre a vida e toda arte e cultura que a envolve. “O Atemporal surgiu disso, dessa necessidade de celebrar estar junto e ter um espaço para libertar nossa arte”, conta Andreza. Os amigos se apresentam juntos e apesar de não gostarem de rótulos e possuírem bases musicais diferentes, tem um estilo mais voltado para o MPB. Oportunidades Em 2017, a dupla lançou o primeiro disco, “O Som que vem de tudo”, com músicas autorais. Após o lançamento, surgiu a ideia de promover saraus, pois perceberam que algumas músicas possuíam a necessidade de unir outras expressões artísticas. “Tal música poderia acompanhar uma dança contemporânea. Outra se encaixaria em uma apresentação de uma bailarina clássica. Assim surgiram os saraus”, conta André. O artista explica que o objetivo da dupla ao criar os eventos é dar oportunidade para outros artistas da cidade. “Nas quatro edições tivemos apresentações de dança, música, teatro, circo, poesia de diversos artistas. Qualquer manifestação artística é valida. Já foram quatro edições onde nós sempre costuramos várias formas de arte no mesmo evento. Esse é o objetivo dos saraus. Dar oportunidade para os artistas que não possuem muita visibilidade e talvez não conseguissem apresentar sua arte em outros locais. Por isso, já fomos em escolas de música, por exemplo, e perguntamos quem gostaria de se apresentar”, explica André. A última conquista da dupla foi o livro coletivo “Devaneios Atemporais”, que reúne textos de vários artistas convidados de Jundiaí e região. Futuro Como projetos futuros, os amigos estão produzindo o segundo disco, que será lançado em breve. “Nesse novo projeto, podemos adiantar que o tema principal é amor. De todas as formas. Entre namorados, que deu certo, que deu errado, entre pais e filhos, não correspondido. Acreditamos que o mundo está precisando de mais amor. Ainda mais nos dias atuais. E é sobre isso que as músicas desse novo disco vão falar”, revela a dupla.

Notícias relevantes: