Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Camila Rodrigues adora desafios e encara jogo

| 08/05/2014 | 10:29

O desafio é o que move Camila Rodrigues em sua carreira como atriz. E foi também a motivação principal para que ela aceitasse participar do quadro “Isso Eu Faço”, do programa “Hora do Faro” (Record), que estreou no último domingo. As habilidades de Camila e de mais sete participantes – Antonia Fontenelle, Corona, Daniel Erthal, Mc Guimê, Micael Borges, Nicola Siri e Pérola Faria – serão postas à prova na nova atração.

“Entrei para me divertir. Não sei como serão as provas, mas não tenho medo de nada. Na verdade, estou curiosa para saber qual será minha reação diante das dificuldades”, confessa ela, que foi convidada pelo diretor Ignácio Coqueiro. Camila se diz preparada para cumprir todas as tarefas e sair com o prêmio.

O acúmulo de pontos por provas feitas leva os participantes ao voto do público, que escolherá o campeão do quadro. Para chegar à final, a paulista de 30 anos segue um treinamento à risca, que inclui aulas de CrossCore na areia – um treinamento funcional com o uso de cordas-; e ioga, praticada em uma sala com temperatura de 42 graus. “Moro no Rio e fica mais gostoso se exercitar ao ar livre. Adoro caminhar na orla. A ioga também ajuda bastante”, diz.

TV e cinema
Depois de dar vida à empregada doméstica Ritinha, no especial de final de ano “Tá Tudo em Casa” (Record), a atriz entrou na pele de uma barwoman e stripper, que trabalha em uma casa de swing, no longa-metragem “Visceral”, do diretor Thomas Vannucci.

“Foi um filme realizado na cara e na coragem. Eu fiz vários laboratórios e conheci o outro lado, que pensava que fosse mais obscuro. Tive uma visão totalmente diferente. Até pensei que fosse ficar assustada, mas não. Conheci esse universo e vi que sou igual a qualquer mulher”, conta ela, emendando que, como o filme não tem patrocinador, a data de estreia ainda não foi anunciada.

Esta é a segunda experiência da atriz no cinema. Em 2006, ela participou do filme “O Cavaleiro Didi e a Princesa Lili”, como a Princesa Lili na fase adulta. “Acho que ainda lido com o nervosismo e a cobrança, como em qualquer outro trabalho. Mas agora foi muito mais tranquilo que da primeira vez”, pondera.


Link original: https://www.jj.com.br/cultura/camila-rodrigues-adora-desafios-e-encara-jogo/
Desenvolvido por CIJUN