Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cláudia Raia quer democratizar o espaço teatral

da redação | 06/08/2018 | 19:47

“Graças a Deus ninguém consegue me dizer não.” É assim que a atriz Claudia Raia, 51 anos, explica como conseguiu reunir um time de 14 personalidades influentes em diferentes segmentos para inaugurar o Teatral (lê-se Espaço Teatral), no Instituto Tomie Ohtake, em Pinheiros. Com a ajuda desse grupo, a atriz será curadora artística do espaço e espera unir manifestações não só do teatro musical, mas dos esportes, da gastronomia, do cinema, da música, da literatura e de outras vertentes. Um dos planos de Claudia é investir em ingressos populares. A inauguração acontece nesta quinta-feira, com o espetáculo “Charles Chaplin, o Musical”.

O diretor de teatro, José Possi Neto, 71 anos, foi um dos primeiros a aceitar a parceria. “O Possi fala que eu deveria ter nascido na Alemanha, porque tudo o que eu penso já foi feito na Europa, mesmo sem eu saber disso”, brinca a atriz. “Ele morou muitos anos no exterior e diz que esse conceito de unir temas e culturas é muito feito em Paris, por exemplo”, afirma Claudia.

 Cláudia Raia

Ela conta que o teatro deve ficar aberto todos os dias da semana. Pode ser com mostras de cinema, espetáculos de teatro e de dança, shows, palestras, workshops e cursos de formação. “Vou receber artistas de rua que tenham pouco espaço e oportunidade de divulgar a sua arte”, diz ela, que quer estar perto do seu público. “Claro que temos de pagar as contas, mas esse projeto é maior do que isso. Sou uma atriz popular, que faz televisão e não posso impedir que o meu público chegue até mim”, defende Claudia.

Além de ingressos a preços populares, ela quer formar um público para o teatro, com projetos para crianças, adolescentes e ainda formar profissionais. “Preciso deixar o meu legado, repassar tudo o que aprendi. Há cargos no teatro musical que ainda nem existem aqui no Brasil. Minha ideia é abrir cursos para formar profissionais que trabalhem pelo instinto. Há pessoas que não tiveram como estudar porque não há cursos por aqui”, diz a atriz.

Artistas e companhias de teatro independentes também devem ter espaço no projeto que foi idealizado por Claudia. “Há artistas e produtores que não conseguem pagar o teatro para poder entrar nele. Então, espero conseguir trazer qualquer tipo de companhia. Pensei em uma forma de gestão em que eu consiga pagar as contas e dar lugar para todo o mundo”, finaliza ela.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/cultura/claudia-raia-quer-democratizar-o-espaco-teatral/
Desenvolvido por CIJUN