Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Complexos Esportivos atendem cerca de 7 mil pessoas entre 5 e 92 anos em Jundiaí

DA REDAÇÃO | 28/04/2019 | 11:00

Milton Zimbon tem 92 anos e começou a praticar atividades físicas há poucos anos. Símbolo do TIME Jundiaí, da Unidade de Gestão de Esporte e Lazer (UGEL), nos Jogos Regionais do Idoso, é exemplo concreto dos benefícios acrescentados à vida decorrentes da prática de atividade física. Mas não são apenas os idosos que colhem estes frutos. A prática esportiva desde a infância influencia positivamente no desenvolvimento físico, motor e cognitivo das crianças. Com o foco no atendimento para todas as idades, a Prefeitura de Jundiaí, amplia a oferta de turmas nas Escolas de Esporte atendendo, em algumas modalidades, a partir dos 5 anos de idade e também investindo na ampliação e manutenção dos Complexos Esportivos.

Zimbon se prepara para mais uma edição do JORI que terá início no próximo dia 30. No ano, passado trouxe para casa medalhas na natação e também no atletismo. Neste ano, disputará apenas na piscina. “O esporte mudou a minha vida. Hoje tenho mais disposição, melhorou meu apetite, durmo melhor e até as dores diminuíram”, comenta o aposentado, que treina semanalmente na piscina do Complexo Educacional, Cultural e Esportivo (CECE), Dr. Nicolino de Luca, o Bolão.

O atleta é apenas um dos participantes das turmas de Esporte de Participação do Departamento de Esporte Educacional e Participação (DEEP), da UGEL. Além dele, 7 mil pessoas fazem parte do TIME Jundiaí pela participação, em ao menos uma, das atividades oferecidas gratuitamente pelo Município.

Luzenite dos Santos, 52 anos, começou a participar das aulas de Ginástica Rítmica (GR) há poucos meses no CECE Aramis Polli. Mãe de gêmeas que já praticam a atividade no complexo esportivo, resolveu embarcar no sonho de participar de uma apresentação da modalidade por incentivo dos educadores esportivos do CECE. “Quando era jovem, não tinha tempo para fazer essas coisas. Trazendo as minhas filhas para as aulas e as acompanhando aos eventos, despertou o desejo de participar. Agora vou me apresentar na categoria Master, em Campinas, no dia 11, em evento para divulgação da modalidade”, comenta orgulhosa pelo apoio dado pelas filhas Sophia e Beatriz.

No extremo da fila, a pequena Luiza Oliveira, 6 anos, se encantou com as acrobacias da GR e já almeja as apresentações da modalidade. A menina deixou a natação para se dedicar aos movimentos de solo com bolas e fitas, que encantam os que observam. “Eu gosto de fazer os exercícios. É mais gostoso que nadar”, conta a menina que se apaixonou pela modalidade no dia que que acompanhou uma amiga da escola à aula gratuita oferecida pela UGEL.

A mãe, Tessa Greik, é incentivadora da filha. “A Luiza mudou a partir da participação das aulas de GR. Tinha medo de tudo. Cheguei a leva-la a psicólogos para identificar a origem daqueles medos de coisas simples, como brincar de virar estrela. Agora é outra criança, o esporte a deixou confiante e o desenvolvimento motor também é outro. Incluir a atividade física desde a infância proporciona inúmeros benefícios à saúde, além da melhora da autoestima, comportamento e desenvolvimento social”, detalha.

“Oferecer educação e esporte de qualidade são bases para que as crianças se desenvolvam preparadas para o futuro e para que jovens, adultos e idosos, tenham a oportunidade de manter uma vida ativa e saudável se exercitando e praticando atividades físicas. Jundiaí tem esta preocupação nos dois segmentos. Por isso a gestão investe em programas como o Escola Inovadora e mais de R$ 4 milhões no setor esportivo, que beneficiará toda a população”, analisa o Prefeito Luiz Fernando Machado.

Os investimentos nos CECEs estão direcionados para a ampliação de ofertas de modalidades, como a construção de pista de skate e sala de ginástica ou qualificação do espaço com a construção de vestiários, rampas de acesso e até arquibancada. “No ano passado o CECE Pedro Raymundo teve o piso do ginásio trocado, possibilitando maior conforto para os usuários. Agora, além do espaço da Vila Rio Branco, os CECEs Vanderlei Sperandio Pelliciari, Dr Nicolino de Luca, Antonio de Lima e Helena Cestari estão com obras que resultarão na ampliação da oferta de serviços para a população, não somente com a possibilidade de novas turmas das Escolas de Esporte, mas também com a oferta direta do espaço para o uso da população”, detalha o gestor da UGEL, Luiz Trientini.

O comparativo do número de vagas disponíveis entre os anos de 2018 para início de 2019, de todos os departamentos da unidade, registra um crescimento superior à marca de 25%. A meta da administração é, com as próximas entregas, garantir conforto, qualidade e diversidade para a população.

990d7bd6-d8cf-41c0-9540-bbafac74e650


Link original: https://www.jj.com.br/cultura/complexos-esportivos-atendem-cerca-de-7-mil-pessoas-entre-5-e-92-anos-em-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN