Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Enredança chega ao final com aumento de participação

DA REDAÇÃO | 28/05/2019 | 18:52

A 23ª edição do festival Enredança encerrou-se nesse domingo (26), com a Noite de Gala dos premiados no Teatro Polytheama. Além das comemorações e dos sorrisos dos vencedores de cada categoria, a Unidade de Gestão de Cultura (UGC) finaliza esta edição com mais de 220 coreografias, entre Mostras Competitiva e Paralela e flash mobs surpresas pela cidade, mais de 700 bailarinos participantes e 85 academias ou escolas inscritas, 20 a mais que a edição do ano passado.

Iniciada com o Sexta no Centro de 10 de maio e encerrada no Teatro Polytheama, esta edição do Enredança contou com sete apresentações pela Mostra Competitiva no Teatro e cerca de 20 apresentações da Mostra Paralela em diversos locais da cidade, como a Praça Governador Pedro de Toledo (Praça da Matriz), shoppings Maxi e Paineiras, no Complexo Fepasa e na Escola Estadual do Fazenda Grande.

Também repetiram-se os cursos, oficinas e workshops temáticos gratuitos para bailarinos no Complexo Fepasa, onde também foi realizado a feira Temática “Passos e Palcos”, com rodas de debate com as academias, shows musicais e barracas com artigos especializados para dança.

Para o gestor da UGC, Marcelo Peroni, os números e a avaliação do público em relação ao festival demonstram seu expressivo crescimento. “A cada edição, o Enredança tem mais adesão e aprovação do público. Tendo ficado anos sem ser realizado, retomamos o festival em 2017, a fim de valorizar a dança como linguagem artística, e desde então ele vem demonstrando amadurecimento. Uma das provas disso é a vinda da bailarina Ana Botafogo, que não só participou como jurada mas compartilhou conhecimento com mais de 70 bailarinos, entre estudantes e os integrantes da Cia. Jovem de Dança municipal”.

Premiação
Ganharam a premiação especial final com indicação pelo júri: pela Categoria Juvenil I e II, Giulia Finardi foi a melhor bailarina e Lucas Bispo o melhor bailarino. Já pela Categoria Adulto, Juliana dos Santos foi a melhor bailarina e Danilo Block melhor bailarino.

Pela Categoria Infantil I,II e III, Lilian Ferret Studio de Dança foi o melhor grupo, com a Coreografia “A Surpresa”, da coreógrafa Valdete Chinelatto. O melhor grupo da Categoria Juvenil I e II foi a Corpo de Baile Danzaria, com a coreografia “Infinito Particular”. Já pela Categoria Adulto o Grupo de Dança Lars Van Cauwenbergh ganhou a melhor, com a coreografia “M.A.D. (Mulheres que Amam Demais)”, vencedora também da categoria Melhor Coreografia, da coreógrafa Luana Espíndola.

O prêmio revelação desta edição do Festival foi para Sarah Helena Santos.


Link original: https://www.jj.com.br/cultura/enredanca-chega-ao-final-com-aumento-de-participacao/
Desenvolvido por CIJUN