Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Espaços alternativos são montados no Solar do Barão

Da redação | 27/12/2019 | 08:00

Placas interativas de identificação dos pássaros que frequentam os jardins e uma casa na árvore são as novas instalações do Museu Histórico e Cultural – Solar do Barão, novidades que, segundo o gestor da Unidade de Gestão de Cultura (UGC), Marcelo Peroni, fazem parte do “Cidade das Crianças”.

Já foram instaladas 23 das 40 placas com as identificações das espécies de aves que, ao longo do ano, frequentaram, fizeram ninho ou ainda aproveitaram os jardins para descansar durante seus voos. Cada placa possui a foto da espécie, o nome em Português e o nome científico em Latim, um breve texto explicativo e um QR Code. Com a leitura do código por tablets ou smartphones, o visitante é direcionado a uma página do site da Cultura com o player que reproduz o canto dos pássaros, como andorinhas, corruíras, garças e pardais.

“Jundiaí é a primeira cidade do Estado de São Paulo a aderir à Rede Latino-americana – Cidade das Crianças. Estas novas instalações são mais iniciativas da Prefeitura em repensar o espaço urbano para que as crianças se apropriem dele e para que os adultos repensem a importância do brincar”, argumentou.

O diretor do Departamento de Museus, Paulo Vicentini, ressalta a importância do espaço. “Desde que reaberto à população em 2017, os jardins sempre foram pensados como partes pertencentes ao Museu, não um anexo. E na ocasião da reforma para abertura, o plano paisagístico foi pensado para atrair diversas espécies de pássaros e insetos, ao longo de todo o ano. Os primeiros já foram catalogados e agora daremos início ao trabalho com os insetos.”

A Casa na Árvore é outra novidade pelo programa “Cidade das Crianças”, está montada sobre duas árvores de ipês roxos, e conta com parede de escalada, escada, cobertura parcial e ponte de ligação.

A repositora Samira Lorrayne, de 18 anos, aproveitou a ida ao Centro para passear com a irmã Agatha Fernandes, de quatro anos, com quem mora na vila Ana. “Entramos no jardim em busca de tranquilidade. A última vez em que estive aqui foi durante uma excursão da escola, há mais de uma década. Agora que descobrimos também a casa na árvore voltaremos mais vezes”.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/cultura/espacos-alternativos-sao-montados-no-solar-do-barao/
Desenvolvido por CIJUN