Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Folclores do mundo invadem o Polytheama neste sábado (13)

DA REDAÇÃO | 11/10/2018 | 14:03

Dança indiana, do ventre, cigana, medieval, moderna. Maracatu, Buugeng. Artes de várias nações. Uma mistura de culturas. É tudo isso o que representa o espetáculo “Folclores do Mundo – Festival de Danças Étnicas”, que sobe ao palco do Teatro Polytheama neste sábado (13), às 19h30.

O festival é realizado pelo Instituto Kether e tem o objetivo de estimular a pesquisa de danças populares de vários países, promovendo atos socioeducativos. Idealizado pela artista e terapeuta Evânia Jacobino nome artístico Sara Yacov), o evento, que ficou conhecido como “Deusas que Dançam”, está em sua 26ª edição e, a partir deste ano, integra o calendário oficial do município de Jundiaí.

Escolas, academias, grupos e artistas de Jundiaí, outras regiões do Estado e internacionais levam ao palco o resultado de pesquisas e da diversidade de manifestações artísticas que envolvem a dança. Entre eles, estão a companhia de dança de Andrea Albergaria, com dança clássica indiana Odissi; o Maracatu genuíno dos Tambores de Inkice; Gustavo Olitta e a peruana Lucero Ponce, que acabam de retornar de uma turnê internacional e apresentam o encanto do buugeng, uma espécie de malabares com efeitos visuais; só para citar alguns.

Também integra a programação a participação de integrantes de unidades de assistência social do município, como o Centro de Referência ao Idoso de Jundiaí (Criju) e o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Novo Horizonte e Vista Alegre. O ingresso será um litro de leite, com toda a arrecadação revertida para o Fundo Social de Solidariedade de Jundiaí (Funss).

O Instituto Kether é uma organização social que tem como missão a ressignificação da vida por meio de todas as manifestações de arte. Criado em 2017, atua na promoção da arte em suas mais variadas expressões, tendo como foco principal o bem-estar físico, emocional e espiritual do ser humano. Kether, que significa “coroa”, em hebraico, representa o poder da criação, a centelha divina, na Árvore da Vida da Cabala Judaica.

T_danca_GustavoOlittaeLucero Ponce


Link original: https://www.jj.com.br/cultura/folclores-do-mundo-invadem-o-polytheama-neste-sabado-13/
Desenvolvido por CIJUN