Cultura

Jundiaí ganha exposição “Etnias – Autorretrato”

T_mista
Crédito: Reprodução/Internet
Já no início de 2020, em 3 de janeiro, Jundiaí ganha uma exposição de artes promovida pela Consociação Artística MISTA¸ um grupo de artistas experientes e iniciantes da cidade que irão mostrar trabalhos sobre as suas próprias genealogias e como se veem dentro dessas etnias, revelando a criação e a formação de cada personalidade baseada na sua cultura, crença, característica física, tendo a liberdade de expressar na sua arte o seu lado emocional, psicológico e físico, através do autorretrato. Segundo uma das organizadoras, a artista Keli Paes, “vivemos hoje uma geração multimídia. A foto digital traz facilidade para colocar seu autorretrato em uma página social, porém nem sempre ela traz a realidade, potencializando apenas as características físicas para identificação da sua etnia. Nessa exposição cada autorretrato vai mostrar como o artista se vê e como se sente através de pinturas, fotografias, desenhos, colagens, escultura”. O grupo Consociação Artística Mista pode se considerar o retrato do povo brasileiro, visto que tem uma mistura de etnias diferentes, descendentes de africanos, indígenas, europeus, asiáticos e árabes. “Mesmo sendo um povo tão miscigenado como o Brasil, e com várias culturas diferentes formando a nossa, como a dança, música, língua, escrita, costumes, crenças e valores vinda de geração em geração, que pode também trazer dentro dessa criação um preconceito enraizado e doutrinado”, afirma a curadora. “Percebi a importância de trazer essa exposição, e quebrar essa barreira que divide povos, que separa culturas, que ofende crenças e que julga valores e caráter pela origem ou pela característica física”, finaliza. MISTA O Consociação Artística MISTA é um grupo de artistas experientes e iniciantes que se reuniram na cidade de Jundiaí-SP e pelas redes sociais. A maioria de seus membros já possui um bom currículo incluindo premiações em salões de arte, exposições individuais e participações em mostras coletivas. É um grupo relativamente novo. A ideia nasceu da necessidade de crescimento individual através do aprendizado, troca de ideias e ampliação das perspectivas trazendo a evolução de cada um e consequentemente, do coletivo. O nome Mista surgiu pela mistura de idades, etnias, gêneros, crenças, ideologias e técnicas ao qual cada artista participante possui. Serviço: Quando: de 3 a 31 de janeiro Onde: Biblioteca Municipal Nelson Foot - Complexo Argos Quanto: Gratuito  

Notícias relevantes: