Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Mandalas e desenhos são “Traços do In-Consciente”

DA REDAÇÃO | 22/09/2019 | 09:00

O Gabinete de Leitura Ruy Barbosa, biblioteca que completou 111 anos de idade em abril passado, sedia a partir da próxima quarta-feira (25), a exposição “Traços do In-Consciente”, do artista plástico José Luís Espindola.

Até 19 de outubro, mandalas e desenhos abstratos convidam o visitante a viajar por referências simbólicas e intrincadas, por vezes coloridas e cheias de vida, às vezes em preto e branco.

A entrada é franca, para sócios e não sócios do Gabinete.

A exposição vai incluir uma oficina de mandalas que no dia 9 de outubro, também no Gabinete, cujas inscrições podem ser feitas pelo e-mail jlespindola78@gmail.com. Para a oficina, o valor é de R$ 110 por pessoa.

História
Nascido em Porto Alegre (RS), José Luís Espindola atuou por muito tempo com design gráfico, até começar a desenvolver seus primeiros trabalhos de mandalas, em 2015, utilizando a técnica de zentangle, método de desenho que usa, de maneira repetitiva, todas as formas geométricas e curvilíneas.

A exposição pode ser visitada no Gabinete, com entrada franca, de segunda a sexta das 8h30 às 20 horas; aos sábados das 8h30 às 16 horas e, aos domingos, das 8h30 ao meio-dia.

O Gabinete de Leitura Ruy Barbosa fica na Rua Cândido Rodrigues, 301, Centro Mais informações pelo tel. 4521-6204.


Link original: https://www.jj.com.br/cultura/mandalas-e-desenhos-sao-tracos-do-in-consciente/
Desenvolvido por CIJUN