Cultura

Morre aos 72 anos cantor baiano Moraes Moreira


csm_moraesmoreira_30x20_8517210a48
Crédito: Reprodução/Internet
O cantor e compositor Moraes Moreira foi encontrado morto na manhã de hoje (13) em casa, na Gávea, no Rio de Janeiro. De acordo com a assessoria de imprensa, ele teve um infarto agudo do miocárdio e morreu às 6h, aos 72 anos. Seguindo as recomendações de isolamento social para combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19), a família não irá divulgar nem a data nem a hora do velório do cantor, para evitar aglomeração. Eles pedem para quem quiser homenagear Moreira que siga escutando a obra dele. O cantor, compositor e violonista iniciou a carreira ainda na adolescência, tocando sanfona em festas de São João em Itauçu, sua cidade natal. Em 1969, ao lado de Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão, companheiros de pensão em Salvador, e de Baby Consuelo e Pepeu Gomes , fez sua estreia no Quinto Festival da Música Popular Brasileira, da TV Record. O primeiro disco do grupo, "Ferro na Boneca", saiu em 1970. É em 1972, no entanto, que o grupo estoura, com "Acabou Chorare". O álbum, que abriga no repertório a música de mesmo nome além de faixas marcantes como "Brasil Pandeiro" e "A Menina Dança", vendeu mais de 100 mil cópias e se tornou um clássico no cancioneiro brasileiro. Moraes Moreira ficou no Novos Baianos até 1975, quando saiu em carreira solo, com a qual lançou dezenas de discos nas décadas seguintes. Ele também foi o primeiro artista a cantar num trio elétrico no Carnaval, junto com o Trio Elétrico Armandinho, Dodô & Osmar. O cantor foi homenageado pelo Carnaval de Salvador em 2017, ao completar sete décadas de vida. Naquele ano, o trio dele teve um problema na embreagem que atrasou bastante a saída. Mas o público se manteve fiel, esperando Moraes, que estava acompanhado do filho Davi.

Notícias relevantes: