Cultura

Museus criam conteúdo para quem está em casa


T_museuimigração
Crédito: Reprodução/Internet
Os principais museus e centros culturais do país fecharam na semana passada, numa medida que busca conter a disseminação do novo coronavírus. Enquanto essa quarentena perdura, no entanto, a maioria dessas instituições segue ativa nas redes sociais, postando dicas culturais e informações. Confira algumas delas abaixo: Masp: O museu pretende expandir o aplicativo Masp Áudios para os seus demais canais digitais. Os comentários servirão de áudio para vídeos sobre as obras, a serem disponibilizados no Facebook, no Instagram e no Twitter da instituição. Instituto Moreira Salles: O instituto tem diversas plataformas virtuais que exploram seu acervo, como o recém-lançado Discografia Brasileira, que disponibiliza 46 mil arquivos de áudio de gravações em 78 RPM, ou o Correio IMS, com correspondências entre grandes escritores nacionais. Instituto Tomie Ohtake: O centro cultural postou no seu Instagram uma visita guiada de "Lumina", mostra individual de Mariana Palma que estava em cartaz ali, com a própria artista. Museu da Imigração: O Museu da Imigração, em São Paulo, disponibilizou conteúdo gratuito durante o período em que permanecer fechado. Seu acervo digital tem cerca de 250 mil imagens sobre a história da imigração no estado de São Paulo.  

Notícias relevantes: