Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Nomes influentes na cultura dão dicas para a quarentena

Mariana Checoni | 29/03/2020 | 11:00

De Beethoven à Orquestra Municipal

Claudia Feres é maestrina da Orquestra Municipal de Jundiaí e diretora da Escola de Música de Jundiaí (EMJ). Em tempos de isolamento, indica músicas clássicas para toda a família. “Tenho indicado para as famílias da EMJ o link https://www.nyphilkids.org/ da New York Philharmonic para crianças. Acho um conteúdo bem bacana para os pequenos. Para os adultos, apreciadores da música de concerto, indico ouvir as obras de Beethoven, pois o mundo todo está comemorando seus 250 anos de nascimento”, afirma.

Claudia ainda possui uma página do youtube onde divulga muitos vídeos da Orquestra Municipal de Jundiaí, que nesse ano comemora 10 anos.

É possível acessar pelo link https://www.youtube.com/user/claudiaferesmusica

 

Documentários, livros e aula aberta ao público

O diretor do Teatro Polytheama, Wagner Nacarato, dá indicações de documentários, livros e até mesmo aula aberta ao público, comandada pela Cia Jovem de Dança. “A primeira dica é um documentário chamado ‘Ópera Aberta: Os Caçadores de Pérolas’, um making off do dia a dia do teatro do Amazonas, muito legal para quem gosta da parte de preparação. O segundo é o Bauhaus, mostra questões do teatro alemão no século 30, fundamental para quem gosta de arte. Na parte literária, uma indicação importante é o livro ‘Minha Vida’ da Isadora Duncan. Para finalizar, os bailarinos da Cia. Jovem de Dança do Teatro Polytheama estão dando aulas pelo aplicativo Zoom todos os dias às 10h. Basta pedir autorização para entrar e participar”, conta o diretor.

Aplicativos grátis para orquestras e museus

Vasti Atique é regente do Coral Astra. Está testando o aplicativo Zoom para fazer ensaios de naipe dos corais. “Outra sugestão de aplicativos são os de orquestras e museus. A Filarmônica de Berlim é um exemplo. Está oferecendo acesso gratuito por um mês ao seu aplicativo. Nele há muitos concertos, filmes e entrevistas gravadas. Também podemos encontrar concertos on-line com os grandes maestros que estão e estiveram à frente desta importante orquestra, como Simon Rattle, Claudio Abbado e Kirill Petrenko”, recomenda.

“Deixo também, cinco dicas de museus mundiais para visitar estando em casa: Pinacoteca de Brera – Milão, Galeria Uffizi – Florença, Museus do Vaticano – Roma, Museu Arqueológico – Atenas e ainda o Louvre – Paris.”

Museus de São Paulo oferecem grande parte do acervo via internet

Douglas Tufano é professor de história da arte do Centro de Educação e Lazer para Melhor Idade (CELMI). Suas indicações são referentes a sua área de atuação. Museus pelo estado de São Paulo que disponibilizaram grande parte de seu acervo via internet, permitindo uma imersão cultural. “Gostaria de destacar três deles. A Pinacoteca de São Paulo, por meio da iniciativa ‘#pinadecasa’ posta diariamente uma obra da coleção do museu acompanhada de curiosidades, dados históricos e explicações dos curadores; O Museu de Arte de São Paulo (Masp), que expandiu o aplicativo Masp Áudios para os seus demais canais digitais e garante um tour pelas obras via redes sociais; e por último, o museu Afro Brasileiro, que possui em seu acervo um material muito rico e especial sobre a escravidão no Brasil. É possível passar dias mergulhado nos conteúdos que essas instituições estão oferecendo” afirma.

Literatura clássica, cultura popular e revista com linguagem infantil

Fernando Pellegrini Bandini é professor de literatura no ensino médio e colunista do Jornal de Jundiaí. Suas indicações são para todos os gostos. “O site www.dominiopublico.org tem clássicos da literatura da língua portuguesa, como Machado de Assis, Eça de Queirós ou Luís de Camões. São obras completas dos autores. Tudo gratuito. Já no Itaú Cultural tem muito conteúdo bom para todas as idades. HQ, música pop, exposições. Nesse mesmo site, se procurar “Ocupação Cultural”, vem o mapa de todas as exposições sob este nome. Tem o músico Alceu Valença, o cartunista Glauco, o arquiteto Paulo Mendes da Rocha, o jornalista Vlado Herzog”, afirma.

“Para quem tem criança, o site da revista Ciência Hoje das Crianças continua ativo, com matérias sobre história, astronomia, botânica, oceanografia e muitas outras áreas. Tudo bem ilustrado, em linguagem acessível e divertida”, completa.


Leia mais sobre | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/cultura/nomes-influentes-na-cultura-dao-dicas-para-a-quarentena/
Desenvolvido por CIJUN