Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Projeto “Operação Sangria” reúne mostra artística

SIMONE DE OLIVEIRA - scoliveira@jj.com.br | 06/03/2018 | 04:24

Até dia 11 de março o Sesc Jundiaí sedia o projeto artístico “Sangria”, um movimento que busca revisitar a história do Brasil pela ótica de um útero. Pode parecer estranho, mas baseado no livro homônimo de Luiza Romão, a ocupação tratará diversas atividades como o show-lírico de poesia e música, a intervenção “Uma mulher não é um território”, a série de videopoemas e a exposição fotográfica original. Cada poema é acompanhado por uma fotografia em preto, branco e vermelho. Como procedimento, o fotógrafo Sérgio Silva registrou partes do corpo de Luiza: seios, pernas, mãos, punhos, pescoço, boca, olhos, umbigo. Cada uma das 28 fotos foi impressa em tamanho 30×30 e costurada à mão pela artista. Materiais metálicos (correntes, talheres, fechaduras, pregos, espelhos) e barbante vermelho criam uma nova tessitura para as imagens em preto e branco.

PROGRAMAÇÃO
Desta terça-feira ao dia 11 (das 10h às 18h30): exposição fotográfica Sangria (Luiza Romão e Sérgio Silva);
Dia 7 (11h30 às 20h): exibição contínua dos videopoemas de Sangria; às 20h tem show com Luiza Romão, Juba Carvalho e Vânia Ornelas.
Dia 9 (19): Intervenção “Uma mulher não é um território”

O Sesc fica na avenida Antônio Frederico Ozanan, 6600


Link original: https://www.jj.com.br/cultura/projeto-operacao-sangria-reune-mostra-artistica/
Desenvolvido por CIJUN