Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Projeto ‘Violões Brasileiros’ faz apresentação no Sesc

Da redação | 29/06/2019 | 08:11

Os concertos do projeto ‘Violões Brasileiros’ começaram neste mês de junho, no Sesc Jundiaí, e seguem até dezembro, com encerramento no Teatro Polytheama. Cada apresentação é uma oportunidade única de conferir ao vivo expoentes do violão brasileiro aclamados pelo público e pela crítica nacional e internacional. Além disso, os músicos vão se apresentar juntos. Nomes como Fábio Zanon (natural de Jundiaí), Egberto Gismonti e Badi Assad são alguns dos destaques da programação. O primeiro a subir ao palco será Yamandu Costa, ao lado de Cainã Cavalcante, com apresentação neste sábado (29), às 19h, no ginásio do Sesc Jundiaí. Os ingressos estão à venda pela web e nas bilheterias da unidade.

SOBRE OS MÚSICOS

Yamandu Costa convida Cainã Cavalcante. O violonista e compositor Yamandu Costa, nascido em Passo Fundo (RS) é uma referência mundial na interpretação da música nacional, a qual domina e recria a cada performance, inclusive em suas composições. Sua criatividade musical se desenvolve livremente sobre uma técnica absolutamente aprimorada, explorando todas as possibilidades do violão de 7 cordas.

Cainã Cavalcante é violonista e compositor cearense. Considerado por outros artistas e por críticos como um prodígio, o músico conquistou seu primeiro prêmio aos dez anos. De lá para cá, com 27 anos, já lançou quatro álbuns independentes.

SOBRE O PROJETO

Realizado pelo Sesc, em parceria com a Prefeitura de Jundiaí, ´Violões Brasileiros‘ pretende oferecer um panorama musical abrangente sobre esse instrumento outrora marginalizado e hoje de grande prestígio. Mestres do violão e representantes da nova geração de instrumentistas dividirão palco, repertório, histórias e experiências em uma grande celebração ao instrumento e suas possibilidades expressivas. Yamandu Costa convida Cainã Cavalcante, Egberto Gismonti toca com o filho Alexandre Gismonti, Paulo Bellinati e Marco Pereira recebem Daniel Murray, André Geraissati se apresenta com Andrea Perrone, Duofel com Duo Fryvan, Badi Assad com o Quarteto Abayomi e Fábio Zanon fecha o projeto ao lado de Nícolas Porto.

A versatilidade harmônica e melódica do violão, somada à facilidade de transporte e baixo custo, fez dele elemento marcante na cultura musical de muitos países. No Brasil, a canção popular não existiria, ou ao menos não como hoje, não fosse o violão e seu encaixe como acompanhamento do canto solo. Mas além de ser o instrumento da maioria dos compositores, o violão também é utilizado na música erudita e como instrumento solista.


Link original: https://www.jj.com.br/cultura/projeto-violoes-brasileiros-faz-apresentacao-no-sesc/
Desenvolvido por CIJUN