Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Toy Story chega com mensagem de igualdade

FOLHAPRESS | 20/06/2019 | 06:00

“Por que fazer ‘Toy Story 4’?” A pergunta ecoa no campus arborizado da Pixar, em Emeryville, nos arredores de San Francisco. E ela não passa apenas pelas mentes dos jornalistas que assistiram a cenas da quarta animação protagonizada pelo caubói Woody e pelo astronauta Buzz Lightyear.

O questionamento vem de Josh Cooley, roteirista de “Divertida Mente” que foi alçado a diretor do novo filme da franquia, considerada a “maior joia do estúdio”, na visão do produtor Mark Nielsen. “Tinha a mesma pergunta. Para onde podemos ir depois do terceiro filme?”, confessa Cooley a este repórter. “Começamos a pensar como Woody se relacionaria com uma nova criança e na maneira de pôr aqueles personagens numa situação inédita.”

Mas o caminho para a criação de “Toy Story 4” ganhou obstáculos quando, em 2017, John Lasseter, fundador da Pixar e criador de “Toy Story”, foi afastado pela Disney (dona do estúdio) por causa de más condutas com mulheres –ele deixou a companhia de vez no ano passado.

A notícia causou um terremoto na Pixar, que, pela primeira vez, faria “Toy Story” sem a participação de Lasseter. Depois, a saída de Rashida Jones e Will McCormack do roteiro chegou a ser ligada às transgressões do executivo.

A aventura leva o caubói ao mundo exterior, onde reencontra sua antiga paixão, a boneca de porcelana Betty, que ganha um protagonismo maior que o de Buzz.

A trama do longa vai surpreender fãs da franquia por tomar riscos ao expandir o seu universo e pelo final –além de personagens dublados, na versão original, por nomes como Keanu Reeves, Christina Hendricks, Jordan Peele e Keegan-Michael Key; além, é claro, de Tom Hanks, que dá voz a Woody. Em Jundiaí em cartaz no JundiaíShopping (Cinépolis) e Maxi Shopping (Moviecom).


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/cultura/toy-story-chega-com-mensagem-de-igualdade/
Desenvolvido por CIJUN