Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Violonista jundiaiense Fábio Zanon lança novo CD

DA REDAÇÃO | 12/12/2018 | 13:03

O violonista jundiaiense Fábio Zanon lança seu mais novo CD ‘Américas’. Todo álbum foi gravado no violão Hermann Hauser II, 1971, produzido pela célebre dinastia de luthiers alemães Hauser.
O CD reúne uma seleção de 22 músicas do legado musical produzido na Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, El Salvador, Equador, Estados Unidos, Haiti, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Uruguai e Venezuela, em composições originais para o violão, ou transcritas e arranjadas para esse instrumento.
O artista consolidou uma aclamada carreira internacional como concertista, tocando em prestigiadas salas mundo afora – Royal Festival Hall em Londres, Carnegie Hall em Nova York e Sala Tchaikovsky em Moscou, para citar algumas –, e ainda como professor na Royal Academy of Music em Londres e no Master Guitarra Alicante na Espanha.
“Fiquei bem entusiasmado com os Jogos Pan-Americanos realizados no Rio de Janeiro em 2007 porque nos deu uma oportunidade de voltar nosso olhar para os países vizinhos que, dada a posição geopolítica do Brasil, nos parecem distantes.”
A partir desse mote, Zanon começou a refletir sobre a razão disso não acontecer com a música. “Falo de uma cultura de música clássica que volta o olhar para a Europa, e das várias formas de música popular em inglês que são parte de nosso dia-a-dia, enquanto pouco sabemos da música das Américas”, declara.
O CD Américas foi produzido e lançado pela GuitarCoop, uma inovadora plataforma e gravadora especializada em violão clássico, criada e gerida por músicos, que tem se destacado pela criação e divulgação de conteúdos online de alta qualidade em áudio e vídeo sobre o instrumento, tornando-se hoje uma das principais referências mundiais no assunto.
Com um repertório de 22 peças curtas, totalizando 70 minutos de música, o CD inclui desde obras escolhidas pelo violonista por afinidade musical e pessoal, passando por peças que desencadeiam suas memórias afetivas, seja de visitas a diversos países latino-americanos, a trilha sonora de um filme, ou a música ouvida na casa dos pais, até a seleção de trabalhos de compositores-violonistas, cuja ênfase é a busca por uma identidade nacional.
Entre os autores interpretados estão os brasileiros Paulo Bellinati e Marco Pereira; os argentinos Juan Ángel Rodríguez e Maria Luisa Anido; o colombiano Gentil Montaña; o cubano Sindo Garay e o paraguaio Augustín Barrios. Zanon homenageia os imigrantes do Haiti tocando uma peça do compositor Frantz Casséus. Toca também, de El Salvador, uma peça de Carlos Payés, e dos EUA, uma de Frederic Hand. Há ainda a música de um compositor anônimo do Chile, uma peça folclórica de Honduras, além do famoso tango de Carlos Gardel, El dia que me quieras.
O violonista gravou o CD com um instrumento vintage, Hermann Hauser II, 1971, produzido pela célebre dinastia de luthiers alemães Hauser (que fabricou o violão usado por Segovia por mais de 30 anos, a partir de 1936, e que hoje se encontra no Metropolitan Museum). “Já toquei em muitos Hausers, mas este 1971 foi um dos que mais combinaram comigo.”
Para ouvir antes acesse https://guitarcoop.com.br/downloads/mp3-americas-fabio-zanon.zip.

T_zanon


Link original: https://www.jj.com.br/cultura/violonista-jundiaiense-fabio-zanon-lanca-novo-cd/
Desenvolvido por CIJUN