Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Virada Cultural agrada e soma mais de 60 espetáculos

| 26/05/2014 | 00:55

Mais de 60 espetáculos de dança, música, teatro e, até mesmo, sessões de cinema tornaram o fim de semana em Jundiaí bastante diferenciado. Com atrações gratuitas, a Virada Cultural de 2014 atraiu públicos de todos os estilos e faixas de idade em locais como os parques da Uva e da Cidade, o Museu Histórico e Cultural, a Pinacoteca, o Complexo Fepasa e o Teatro Polytheama.

Jovens como a estudante Thaís Batista, de 19 anos, não precisaram, desta vez, deixar o município com destino à capital paulista para participarem de uma parada cosplay, por exemplo, que ocorreu de forma simultânea com a Virada Cultural. “Eu que sou fã de animes acho muito interessante participar desse evento em minha cidade. Antigamente, não tinha alternativa a não ser ir para São Paulo”, comemora Thaís.

Na tarde de domingo, ela assistiu a vários shows no Centro, em palco montado no calçadão em frente ao Museu Histórico e Cultural Solar do Barão. Dentro desse espaço, inclusive, também houve atrações como cinema gratuito, além de toda a riqueza cultural inerente ao museu. Vinícius Brahemcha, 18, fez questão de contemplar um pouco das obras históricas.

“A Virada é um evento muito legal, mas acho que deveriam repensar o horário. Ao invés de ocorrer na madrugada, poderia começar, por exemplo, às 7h da manhã. Assim, seria acessível a mais pessoas”, considera o jovem, morador de Jundiaí. Na tarde de domingo, Vinícius foi ao Centro para ver um show de amigos, da banda Marakbeça. “Para os grupos, acho mais importante ainda porque os valoriza. E dá uma turbinada na música jundiaiense”, completa.

Oportunidade
A banda jundiaiense Dioni Dread estreou no palco do Parque da Uva, especificamente em uma Virada Cultural, e aponta isso como uma conquista. “É legal para o currículo, valoriza bastante”, diz o vocalista, Diogo, estudante de música.

Consagrados
Embora a Virada Cultural ofereça espaço para muitos artistas locais, a atração do ano na cidade foi a banda Ultraje a Rigor, que se apresentou no Parque da Uva na noite de domingo. Os amigos Rafael Gomes, publicitário, e Núria Ribeiro, pedagoga, enfrentaram o frio e a garoa fina para ver de perto o show do grupo que faz sucesso desde a década de 1980. “A gente sempre participa da Virada”, diz Núria. “É um evento que valoriza a cultura de diversas formas”, completa Rafael.


Link original: https://www.jj.com.br/cultura/virada-cultural-agrada-e-soma-mais-de-60-espetaculos/
Desenvolvido por CIJUN