Economia

Doria revoga aumento de imposto pra setores de alimento, energia e remédios

Os beneficiados são os hortifrutis, insumos agropecuários e os fornecedores de energia elétrica e medicamentos genéricos


Divulgação
João Doria
Crédito: Divulgação

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), revogou o aumento de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para três setores. Os beneficiados são os hortifrutis, insumos agropecuários e os fornecedores de energia elétrica e medicamentos genéricos. A medida foi publicada hoje no Diário Oficial do estado.

O governo do estado admitiu que atendeu a pedidos da Frente Parlamentar da Agropecuária da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) e de representantes de entidades setoriais da sociedade civil. A equipe de Doria afirma que tem "mantido constante diálogo com os setores para analisar cada caso".

"Com a medida, o Governo do Estado protege a produção e comercialização de alimentos e de medicamentos que afetam principalmente a população mais carente, e também atende às solicitações da Frente Parlamentar da Agropecuária da Assembleia Legislativa e representantes de entidades setoriais da sociedade civil", informou o governo à imprensa.

Segundo cálculo do governo do estado, com a manutenção dos atuais benefícios para estes setores, haverá uma redução de R$ 520 milhões anuais no ajuste fiscal de R$ 7 bilhões.

João Doria tem destacado que esse ajuste fiscal é necessário "para cobrir um déficit estimado de R$ 10,4 bilhões", que seria resultante da significativa queda da atividade econômica, em razão da pandemia da covid-19.


Notícias relevantes: