Economia

Refinaria de Duque de Caxias vai ampliar produção de diesel S-10


Refinaria de Duque de Caxias vai ampliar produção de diesel S-10
Crédito: Reprodução/Internet

A Petrobras vai realizar obras na Refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Baixada Fluminense, para aumentar a qualidade do diesel produzido e ampliar a produção do diesel S-10, cujo teor de enxofre é menor - 10 partes por milhão (ppm) em vez de 500 partes por milhão (ppm), do diesel S-500.

O objetivo da Petrobras é lançar produtos de maior valor agregado e com menor impacto ao meio ambiente. O uso do diesel S-10 promove a melhoria do desempenho do combustível nos motores, com impactos positivos na redução de emissões de material particulado. Além da diferença no teor de enxofre, o diesel S-10 tem maior nível de cetano, índice que mede a qualidade de ignição, ou seja, quanto maior, melhor.

De acordo com o gerente-geral da Reduc, Alexandre Coelho, a empresa está se preparando para o novo mercado de refino que se formará no Brasil nos próximos anos. “Este projeto é de grande relevância para continuarmos competitivos, fornecendo derivados de alto valor agregado, operando de maneira sustentável e em sinergia com nossos ativos de classe mundial em águas profundas e ultraprofundas”, explicou.

Com a  conclusão das obras previstas  para o segundo semestre de 2023 e investimentos  de R$ 140 milhões, a Petrobras quase dobrará  a capacidade de produção de diesel S-10 na Reduc  dos atuais 5.000 m³/dia para 9.500 m³/dia.

Produção

O aumento na capacidade de produção de diesel S-10 acompanha a evolução dos motores de veículos pesados e utilitários movidos a diesel, responsáveis pela maior parte da circulação de mercadorias, no território brasileiro. Atualmente, existem no Brasil dois tipos de diesel rodoviário: o diesel S-10 e o diesel S-500, utilizado apenas por veículos fabricados até 2011.

Nos próximos anos também estão previstas adequações para aumento da capacidade de produção de diesel S-10 em duas refinarias no estado de São Paulo: na Refinaria de Paulínea (Replan) e na Refinaria Henrique Lage (Revap), em São José dos Campos. A expectativa é aumentar a produção de diesel S-10 em até 16.500 m³/dia com a implantação  desses projetos adicionais.


Notícias relevantes: