Economia

Covid-19: cidade do Rio terá auxílio para 900 mil pessoas


Marcello Casal JrAgência Brasil
Real,dinheiro, moeda
Crédito: Marcello Casal JrAgência Brasil

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou hoje (24) o Auxílio Carioca, conjunto de medidas de alívio social para minimizar os efeitos da pandemia de covid-19. Serão destinados R$ 100 milhões para cerca de 900 mil pessoas (14% da população carioca) mais vulneráveis, sendo R$ 70 milhões dos cofres da prefeitura e R$ 30 milhões da Câmara de Vereadores.

“Buscamos um conjunto de ações para minimizar o impacto das medidas restritivas de interrupção de determinadas atividades econômicas. Buscamos focar nas pessoas mais pobres, naquelas que não têm a rede de proteção necessária para passar esse período difícil de dez dias”, disse Paes, em alusão ao período que vai de 26 de março a 4 de abril em que foi adotada uma série de medidas emergenciais de isolamento social para o enfrentamento da pandemia na capital fluminense.

As cerca de 50 mil famílias que estão inscritas no programa de transferência de renda da prefeitura chamado Família Carioca vão receber R$ 12 milhões, uma média de R$ 240 por família, até a próxima quarta-feira (31).

O Cartão Alimentação vai contemplar 643 mil alunos da rede municipal de ensino no valor de R$ 108,50 por estudante, com um valor total de R$ 70 milhões.

Também serão destinados R$ 200 para 23 mil famílias mais pobres inscritas no Cadastro Único do governo federal. Segundo a prefeitura, são famílias que não recebem nem o Família Carioca nem o Bolsa Família do governo federal.

A quarta vertente do Auxílio Carioca será destinada a 13 mil vendedores ambulantes cadastrados na prefeitura que receberão R$ 500.


Notícias relevantes: