Economia

Atividade do comércio registra alta de 1,2% em julho, indica Serasa


Fernando Frazão/Agência Brasil
Rio de Janeiro - Vitrine de roupas em loja de rua, comércio no Centro do Rio. (Fernando Frazão/Agência Brasil)
Crédito: Fernando Frazão/Agência Brasil

As vendas no comércio nacional cresceram 1,2% em julho deste ano na comparação com o mês anterior. O setor de tecidos, vestuário, calçados e acessórios foi o que registrou maior expansão (10,5%), em função do tempo mais frio e do inverno prolongado neste ano no Centro-Sul do país. O segmento de veículos, motos e peças foi o único que teve queda no mês (-1,8%). As informações são do Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian.

“Com o avanço da vacinação e a flexibilização das restrições impostas aos comércios, as pessoas voltaram a circular e fazer compras pessoalmente. Há ainda um aumento da confiança dos consumidores, que estão gastando mais e ajudando os empreendedores a terem um alívio no fluxo de caixa depois deste período tão desafiador”, analisou o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi.

Quando comparado a julho de 2020, o índice registrou aumento de 10,6%. “Mas é necessário levar em consideração o tombo registrado em julho do ano anterior (-17,5%) ocasionado, principalmente, pelo período de pico da pandemia no país. Dessa forma, como o aumento não é capaz de compensar a queda, se torna apenas uma recuperação parcial”, explicou Rabi.


Notícias relevantes: