Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Áreas não arrematadas do pré-sal vão a leilão em 2020

Da Redação | 07/11/2019 | 05:00

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), disse que as áreas que não foram arrematadas no megaleilão do pré-sal nesta quarta-feira (6) serão relicitadas em 2020, o que, segundo ele, vai garantir os recursos que prefeitos e governadores esperavam ver em seus caixas até o fim deste ano.

Sem concorrência e com lances mínimos, a Petrobras arrematou duas das quatro áreas oferecidas pelo governo. Na maior delas, teve parceria com as estatais chinesas CNOOC e CNODC.

As outras duas áreas não tiveram interessados, frustrando a previsão de arrecadação, que nas perspectivas mais otimistas chegaram a R$ 106 bilhões. Ao fim do leilão, o valor arrecadado ficou em R$ 69,9 bilhões.

Pela conta inicial, estados e municípios receberiam um total de cerca de R$ 21,5 bilhões. Com a frustração de receitas, prefeitos e governadores devem receber agora apenas algo em torno de R$ 10,5 bilhões. “Vai ter uma repercussão, vai ser menor. Mas isso não quer dizer que estados e municípios não vão ter esses recursos porque as áreas serão licitadas novamente no primeiro semestre do próximo ano”, disse.

 


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/economia/areas-nao-arrematadas-do-pre-sal-vao-a-leilao-em-2020/
Desenvolvido por CIJUN