Economia

Aumenta confiança do consumidor

O ICC (Índice de Confiança do Consumidor) da FGV (Fundação Getulio Vargas) avançou pelo segundo mês consecutivo, ao crescer 3% entre junho e julho deste ano, indo de 103,8 para 106,9 pontos. O resultado foi divulgado ontem pelo Ibre (Instituto Brasileiro de Economia). Apesar do avanço, o Ibre considera que o índice ainda se encontra em nível baixo, em termos históricos. 

Para a economista Viviane Seda, coordenadora da pesquisa, a alta da confiança do consumidor é “uma boa notícia”, no entanto parte deste resultado se deve a uma possível influência da movimentação em torno da Copa do Mundo nas cidades-sedes pesquisadas e não representa, efetivamente, uma tendência. “Para se confirmar uma tendência mais consistente de alta, será necessário aguardar os próximos resultados”, acredita.

Os dados apurados pelo Ibre indicam que, em julho, a satisfação dos consumidores em relação à situação atual aumentou expressivamente, enquanto as expectativas em relação aos meses seguintes ficaram ligeiramente mais otimistas.

Com isto, o Índice da Situação Atual (ISA) subiu 3,1%, para 113 pontos, enquanto o Índice de Expectativas (IE) variou 0,5%, passando a 101,2 pontos. 


Notícias relevantes: