Economia

Ciesp Jundiaí promove evento para marcar Dia da Indústria

Em meio às boas notícias de geração de emprego da indústria da Região – no ano o acumulado é de 2.950 novos postos de trabalho -, a regional Jundiaí do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) comemorou o Dia da Indústria, na noite de ontem, com apresentação da equipe de robótica Jedi’s, do Sesi da cidade. A equipe, formada só por meninas, apresentou para os conselheiros da Ciesp o projeto, sobre aproveitamento de água na agricultura, que deu a elas a segunda colocação no First Lego League World Festival, realizado em abril. T_ciesp_robotica Para o diretor titular do Ciesp Jundiaí, Marcelo Cereser, a equipe Jedi’s de Robótica é formada por “jovens estudantes, o futuro da indústria brasileira”. “Estamos vivendo um momento de grandes transformações com a 4ª Revolução Industrial ou a chamada Indústria 4.0 e temos que encontrar os caminhos para nos reinventar e preparar as pessoas para esta nova realidade”, destacou Cereser. QUARTA REVOLUÇÃO É DESAFIO DA INDÚSTRIA LEIA MAIS NOTÍCIAS ECONÔMICAS CONEXÃO DO BEM Além da apresentação da equipe de robótica, o Ciesp apresentou na noite de ontem o Projeto Conexão do Bem que segundo as idealizadoras, Cida Gibrail e Paula Cereser, vai ser acessado em um ambiente virtual. Desde que foi aprovado por unanimidade pelos conselheiros em fevereiro deste ano, o Ciesp Jundiaí, a partir do Departamento de Responsabilidade Social vem estruturando a iniciativa. “O projeto vai criar um ambiente virtual onde a intenção de doar chegue a uma entidade receptora de maneira prática e segura’, explicou Cida. “Muitas vezes temos, em nosso dia a dia, roupas, livros, brinquedos, eletrodomésticos, dos quais não mais necessitamos , mas que estão em boas condições de uso ou precisando de pequenos ajustes e não sabemos para quem doar”, reforçou Paula. Para Cereser, apesar das incertezas econômicas e políticas do país, o Dia da Indústria tem que ser celebrado. “Não podemos parar: temos que continuar insistindo, acreditando e perseverando em melhores condições para o nosso país e para a indústria. O Brasil precisa de uma renovação, só assim poderá reconhecer e recuperar o que é preciso para que, juntos, possamos chegar lá. Afinal, a indústria do futuro depende da indústria do presente”, defende.

Notícias relevantes: