Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Alta de 0,33% em julho leva inflação a 4,48% em 12 meses

Da Redação | 08/08/2018 | 09:40

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou taxa de inflação de 0,33% em julho, taxa inferior ao 1,26% de junho. Com o resultado, o IPCA acumula taxas de 2,94% no ano e de 4,48% em 12 meses. Os dados foram divulgado hoje (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em junho, o índice foi de de 1,26%. O acumulado no ano ficou acima do 1,43% registrado em igual período do ano passado. Nos últimos 12 meses, a alta dos preços também superou os 4,39% registrados no acúmulo dos 12 meses imediatamente anteriores.

CLIQUE AQUI E CONFIRA OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE A ECONOMIA JUNDIAIENSE E BRASILEIRA

Segundo o IBGE, no último mês, os setores de habitação (1,54%) e transportes (0,49%) foram os que tiveram as maiores variações entre os grupos de produtos e serviços pesquisados. Já Vestuário (-0,60%), Alimentação e bebidas (-0,12%) e Educação (-0,08%) tiveram deflação.

Energia puxa a alta
No grupo Habitação, o item energia elétrica (5,33%) desacelerou em relação a junho (7,93%), mas foi o que exerceu o principal impacto no índice de julho. Além da continuidade da vigência da bandeira tarifária vermelha patamar 2, com a cobrança adicional de R$0,05 por kwh consumido, algumas das áreas tiveram reajustes.

Leite sobe quase 12%
O grupo dos alimentos para consumo no domicílio caiu 0,59% em julho, após subir 3,09% em junho. As principais quedas foram: cebola (de 1,42% em junho para -33,50% em julho), batata-inglesa (de 17,16% para -28,14%), tomate (de 0,94% para -27,65%), frutas (de 1,61% para -5,55%) e carnes (de 4,60% para -1,27%). No lado das altas, os destaques foram o leite longa vida (11,99%) e o pão francês (2,22%).

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília. Para cálculo do índice do mês foram comparados os preços coletados no período de 28 de junho a 27 de julho de 2018 com os preços vigentes no período de 30 de maio a 27 de junho de 2018.

Agência Brasil

Agência Brasil


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/economia/com-alta-de-033-em-julho-inflacao-vai-a-448-em-12-meses/
Desenvolvido por CIJUN