Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Comércio de Jundiaí e Região prevê aumento de faturamento

Da Reportagem Local . redacao@jj.com.br | 29/12/2017 | 10:21

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Este ano, o Sincomercio Jundiaí e Região celebrou 30 anos de atividades em prol dos comerciantes varejistas – representados por mais de 24 mil contribuintes – e conquistou diversos benefícios, entre eles, o reajuste salarial de 1,9% para os comerciários, em negociação coletiva que foi considerada uma das melhores do Estado, além de redução de hora extra de 70% para 60%.

Durante os últimos 12 meses, o faturamento do setor deve atingir mais de R$ 37 bilhões e a expectativa para 2018, ainda em ritmo de recuperação da economia, é que haja aumento no número de vendas no varejo. Ao representar quase 25 mil contribuintes, o Sincomercio estabelece sua importância na história da cidade e da Região como uma entidade atuante, forte e consolidada.

Recentemente, passou a ser uma unidade regional da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), aderindo ao Programa de Inovação, Integração e Parceria com os Sindicatos (PIIPS), que modifica a identidade visual da entidade para atender às transformações do mercado.

“Nossa força é demonstrada pelo que representamos na Região. Temos em Jundiaí uma das mais modernas unidades do Sesc para os trabalhadores do comércio e uma das maiores escolas do Senac. As duas unidades se instalaram em Jundiaí por meio do esforço e do trabalho do Sincomercio junto à Federação”, completa Edison Maltoni, que além de diretor da Fecomercio e conselheiro estadual do Sesc, é primeiro-secretário do Conselho do Comércio Varejista (CCV) – composto por 115 sindicatos no Estado -, e também presidente do Sincomercio Jundiaí e Região e da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Jundiaí (CDL).

Empresário desde 1994, Maltoni foi diretor de Comércio e Serviços da Prefeitura de Jundiaí, na gestão passada, e destaca que sua missão é estender benefícios aos comerciantes e manter os varejistas no foco empreendedor, mesmo diante de um cenário nacional complicado. “Meu objetivo é levar conhecimento, informação, transparência e clareza aos comerciantes, além de fazer as mediações com o Sincomerciários de Jundiaí e de Bragança Paulista. Queremos mostrar o valor de Jundiaí para fora, haja vista que grandes empresários varejistas estão vindo para cá por conta desta visibilidade do município”, destaca.

Para Maltoni, a crise pela qual passa o País não se enraíza apenas na economia. “É uma crise política, que afetou a economia, o comércio, a indústria e o emprego. Este ano foi um período de recuperação e mesmo assim senti que foi melhor que 2016. Estamos numa crescente ainda tímida, mas vamos retomando aos poucos. Há setores que crescem mais e outros, menos.

Tivemos, por enquanto, neste mês de dezembro, um aumento de 7% no faturamento do comércio na Região de Jundiaí, em relação ao ano passado, mas é claro que há empresários que tiveram um aumento maior. Trabalhamos com vários setores. O ramo dos supermercados, por exemplo, cresceu espantosamente”, justifica Maltoni.

Na análise otimista do presidente do Sincomercio, 2018 vai ser melhor para o mercado, salvo algum rebuliço político. “Considero que 2017 foi um ano bom e acredito que não devemos reclamar. O recolhimento do sindicato, por exemplo, nos trouxe satisfação porque o número de adesões aumentou. Atribuo este crescimento ao nosso trabalho que vem sendo observado pelos contribuintes. Mostramos resultado e, dessa forma, a economia responde”, pondera. De acordo com Maltoni, a reforma trabalhista em vigor desde novembro passado contribuiu para trazer muitos benefícios aos empresários. “A reforma é ótima, pois vai gerar mais emprego e tornar mais claro o contrato de trabalho entre patrão e empregado. No meu ponto de vista é muito bem-vinda”, avalia.

30 anos
Em novembro, o Sincomercio celebrou com jantar os 30 anos de atuação na Região. Maltoni destaca a reforma e modernização da sede, que recebeu um investimento de mais de R$ 200 mil, oferecendo acesso a pessoas com deficiências por meio de elevadores, além da construção de um auditório com capacidade para 200 pessoas sentadas, com poltronas confortáveis, e disponível para locação com valor diferenciado aos contribuintes. “Ainda trouxemos para a sede o corpo jurídico, oferecendo assistência jurídica de segunda a sexta dentro do sindicato. Temos também a medicina ocupacional em nossa sede e para o ano que vem estamos programando uma clínica médica”, adianta.

Muito bem estruturado, o Sincomercio provê informação diária aos contribuintes por meio das suas mídias sociais e site, distribuição de revista bimestral, e ainda sedia um Escritório Regional da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp), onde registra mais de 1.500 documentos por mês.

“Todo o investimento que o Sincomercio vem fazendo é pelos empresários varejistas de Jundiaí e da Região. Somos um sindicato ativo e temos foco em resultados’’, garante Maltoni.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]


Link original: https://www.jj.com.br/economia/comercio-de-jundiai-e-regiao-preve-aumento-de-faturamento/
Desenvolvido por CIJUN