Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Como aproveitar a sazonalidade do mercado

NIZA SOUZA - CSOUZA@JJ.COM.BR | 12/03/2018 | 05:30

Com a recuperação da economia, a tendência é de que todos os setores voltem a criar vagas neste ano, ainda que em ritmo lento. Mas, mesmo em tempos de crise, é possível usar o tempo a seu favor na hora de procurar emprego, pois cada época do ano costuma concentrar ofertas de vagas em alguns setores específicos. É a chamada sazonalidade do mercado de trabalho.

Foto: Rui Carlos

Foto: Rui Carlos

O início do ano, por exemplo, empresas de distribuição e logística reforçam as equipes já para as vendas de Páscoa. Outro exemplo são as contratações da indústria em agosto, a fim de reforçar a produção que será desovada nas festas de fim de ano.

Proprietária de uma fábrica de chocolates na cidade, Rosane de Souza Paes Cereser diz que costuma contratar mão de obra extra no início do ano para se preparar para a Páscoa. Este ano, ela contratou quatro funcionários em janeiro e dois já foram, inclusive, efetivados. “Esta época temos que reforçar o quadro de pessoal. E já efetivamos dois funcionários porque a expectativa é boa para este ano”, diz.

Alani Araújo, de 25 anos, aproveitou a oportunidade do fim de ano para voltar ao mercado de trabalho, como atendente em uma chocolateria. E com a proximidade da Páscoa, ela acabou ficando no cargo. “Já faz quatro meses. Estava há um ano desempregada”, conta.

Indústria e comércio

Coordenadora de RH, Janaína Lemos explica que em Jundiaí o mercado costuma ser bastante linear durante o ano. Na indústria, exemplifica, a sazonalidade costuma ocorrer no setor de bebidas, no início do segundo semestre, quando as fábricas se preparam para as demandas de verão.

Já o comércio, analisa Janaína, apresenta variações maiores no final do ano. “Porém, durante os demais meses, e após a retração de janeiro, se mantém estável. Não ocorrendo grandes mudanças nas demais datas comemorativas”, explica, destacando que com a ascensão do e-comerce, o cenário comercial está mudando um pouco e já não apresenta grandes picos de contratação.

O presidente do Sincomercio Jundiaí e Região, Edison Maltoni, frisa que a sazonalidade de vagas no comércio ocorre geralmente uma vez ao ano e na data principal para as vendas no setor: o Natal. “Na metade de novembro já vemos movimentação para contratação de temporários, que trabalham o mês de dezembro todo e depois são dispensados. Esse processo justifica a queda de emprego em janeiro”, analisa.

Nas demais datas comemorativas do ano, o comércio não costuma se preocupar em aumentar o quadro de trabalhadores. “Optamos por algumas alternativas, como a extensão do horário dos estabelecimentos para garantir mais tempo às compras dos consumidores”, completa.

Números

Dados do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, mostram essa sazonalidade. O último levantamento, de janeiro deste ano, aponta que Jundiaí teve saldo positivo no mês, com a criação de 68 novos postos formais de trabalho. O resultado foi alavancado pela indústria, que criou 254 vagas. Por outro lado, o comércio fechou 493 postos de trabalho.

Uma análise nos números do Caged do ano passado mostram o comportamento. O setor do comércio perdeu vagas em janeiro e fevereiro, se recuperou em março e abril, voltou a perder postos em maio e, a partir de junho, começou a se recuperar com forte desempenho em novembro, fechando o ano com criação de 664 vagas, um saldo positivo de 1,73%.

Já a indústria, assim como neste ano, começou 2017 com saldo positivo de vagas. Entretanto, no restante do ano passou por meses de estabilidade e no segundo semestre teve forte retração, fechando o ano com perda de 2.054 postos, saldo negativo de 4,7%.


Link original: https://www.jj.com.br/economia/como-aproveitar-a-sazonalidade-do-mercado/
Desenvolvido por CIJUN