Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Consumidor jundiaiense já procura pelas ‘vedetes’ da ceia

VINICIUS SCARTON | 29/11/2018 | 05:03

Faltando menos de um mês para o Natal, a comercialização dos tradicionais produtos para a ceia já começou nos mercados e açougues de Jundiaí. E, segundo os comerciantes, o preço deve ficar estável este ano.
De acordo com a encarregada de loja de um supermercado, Neurizete de Oliveira, o estabelecimento já tem à disposição dos seus clientes o tradicional frango temperado e o chester. “Além disso, daqui a duas semanas teremos também o pernil”, comenta. Neurizete ressalta que este ano o preço dos produtos está seguindo o padrão do ano passado. “O preço médio do chester, por exemplo, é de R$19,90 (o quilo)”, disse.
Em outro supermercado no Centro, a operadora de loja Jéssica Cristina Dias dos Santos explica que a loja também já tem disponível as tradicionais carnes da ceia natalina. “O tender está custando R$ 39,98 (o quilo). Já o chester está saindo por R$ 16,68 (o quilo)”, destaca.
Proprietário de um açougue no Mercadão da Vila Arens, Márcio José Carbonari está otimista com a proximidade do fim do ano. “Estou estimando um aumento 5% nas vendas deste ano, em comparação ao mesmo período de 2017”, afirma.
Neste momento, Carbonari destaca que o pernil está sendo vendido a R$ 13 (o quilo). “No entanto, creio que o preço deve aumentar conforme a demanda for aumentando.”

CONSUMIDORES
A dona de casa Tânia Atademos Ribeiro, de 54 anos, já está pesquisando os preços para a ceia, especialmente do pernil. “Eu gosto de pesquisar o melhor preço e comprar o produto com antecedência”, diz.
A corretora de imóveis Lucineia Ferreira Gomes, 38 anos, também já tem ideia do que vai comprar para o período das festas. “Não pode faltar o chester e o pernil. Mas vou comprar mais próximo da data”, projeta.
A aposentada Ludmila Lopes, 61 anos, também vai esperar um pouco mais para comprar o chester e o peru, “itens indispensáveis” em sua ceia.

Rui Carlos

Rui Carlos


Link original: https://www.jj.com.br/economia/consumidor-jundiaiense-ja-procura-pelas-vedetes-da-ceia/
Desenvolvido por CIJUN