Economia

Copa do Mundo impulsiona consumo brasileiro

2014-07-02_21-10-15_1
Crédito: Reprodução/Internet

Nas cidades que estão sediando jogos da Copa do Mundo, os eventos estão impulsionando o consumo, avaliam o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Pesquisa realizada pelas duas entidades apurou que nas cidades-sede, 72% dos entrevistados têm a intenção de assumir gastos extras durante o mundial, principalmente com alimentação e bebidas.

Isso representa um contingente de mais de 14 milhões de consumidores dispostos a gastar mais durante este período de partidas entre as principais seleções do mundo, e isso considerando somente as localidades que estão recebendo os jogos. Na lista dos itens mais citados quanto à intenção de compras, o primeiro lugar é ocupado pelos refrigerantes (84%).

Na segunda posição ficaram os salgadinhos e tira-gostos (50%) e, em seguida, churrasco (40%) e cervejas (39%). Os brasileiros também pretendem ter gastos extras com roupas e acessórios temáticos, como uniformes da seleção, camisas com as cores do Brasil, bonés, bandeiras, cornetas, lembrados por 45% da amostra.


Notícias relevantes: