Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cortizo aposta em fusão para crescer e ampliar os serviços

| 14/06/2014 | 23:00

Crescimento acima da média e maior oferta de serviços para atender a uma demanda de mercado além das fronteiras regionais. Estes são alguns dos vários pontos favoráveis resultantes da fusão entre a Cortizo Imóveis – com atuação de mais de três décadas em Jundiaí e Região – e o grupo FMG (Facilities Management Group), detentor de marcas como Itambé, com reconhecimento nacional no segmento de consultoria, gestão e gerenciamento imobiliário.

“Tivemos uma fase de expansão significativa nos últimos anos, até mesmo pelo bom momento do mercado, e agora chegou a hora de dar um passo maior”, traduz Edison Cortizo, um dos sócios da empresa que leva o sobrenome da família jundiaiense. Segundo ele, a gestão do negócio continuará no comando dos atuais proprietários, mas uma nova marca chega com ainda mais força: a Cortizo ItaBr. “Esse passa a ser o novo nome do grupo”, destaca. 

Com a fusão, a expertise das duas empresas passa a ser compartilhada. A Cortizo, no caso, terá a possibilidade de ampliar a prestação de serviços em tecnologia da informação para empreendimentos, desenvolvimento imobiliário e de produtos para investidores, serviços financeiros e até mesmo terceirização de mão de obra. “Tudo isso passa a ser estendido para o nosso mercado e de forma já muito bem estruturada, o que é um diferencial para os nossos clientes”, enfatiza Edison Cortizo, aliando esse aumento dos serviços à possibilidade de crescimento em ritmo mais acelerado. “A expectativa é de ter, num período de 12 a 24 meses, uma expansão acima da média.”

Hoje, a Cortizo gerencia mais de 160 empreendimentos imobiliários e mais de 12 mil unidades autônomas, além dos setores de vendas e locação e assessoria técnica. Já o grupo FMG atende construtoras e incorporadoras, fundos de investimentos, investidores individuais e institucionais, e moradores/ocupantes de empreendimentos. “Faremos tudo com muita cautela e, nesse primeiro momento, o que ocorre é uma reestruturação dos negócios”, conclui o empresário.


Link original: https://www.jj.com.br/economia/cortizo-aposta-em-fusao-para-crescer-e-ampliar-os-servicos/
Desenvolvido por CIJUN