Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Dólar vai a R$ 4,2150 e bate novo recorde

Da Redação | 25/11/2019 | 19:51

A cotação do dólar subiu 0,50% nesta segunda-feira (25) e fechou a R$ 4,2150, novo recorde nominal desde a criação do Plano Real. O recorde anterior era da segunda passada (18), quando a moeda foi a R$ 4,2070 e superou a marca anterior de R$ 4,1970 no período eleitoral de 2018. Em termos reais, corrigidos pela inflação, o maior valor do dólar é de 2002.

Dentre emergentes, o real foi a terceira moeda que mais se desvalorizou na sessão, atrás apenas da lira turca e do florim húngaro. A Bolsa brasileira fechou em queda, com recuo de 0,25%, a 108.423 pontos.

No exterior, o viés foi positivo para as principais Bolsas globais. Nesta segunda (23), o Global Times, tabloide comandado pelo oficial People’s Daily, do Partido Comunista chinês, afirmou que China e Estados Unidos estão muito próximos da “fase um” de um acordo comercial.

O veículo acrescentou que a China também permanece comprometida em continuar as negociações para a fase dois e mesmo a fase três de um acordo com os EUA, citando especialistas próximos do governo chinês.

No entanto, o otimismo comercial foi ofuscado no Brasil pelo anúncio de déficit em transações correntes de US$ 7,9 bilhões (R$ 33,3 bilhões) em outubro, pior resultado para o mês desde 2014. Somando os últimos 12 meses, há um saldo negativo equivalente a 3% do PIB (Produto Interno Bruto).

Mesmo com o dólar em torno de recordes históricos, o Banco Central não pretende intervir diretamente no câmbio. Nesta segunda, a autoridade monetária vendeu todos os 15.700 contratos de swap cambial tradicional em rolagem do vencimento janeiro 2020, mas não aceitou propostas em leilão de dólar à vista e de swap cambial reverso.

Foto: Agência Brasil


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/economia/dolar-vai-a-r-42150-e-bate-novo-recorde/
Desenvolvido por CIJUN