Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Economistas esperam queda de inflação em 2020

Folhapress | 11/01/2020 | 09:30

Apesar de a inflação ter fechado 2019 ligeiramente acima do previsto pelo governo e por grande parte dos analistas do setor privado, a expectativa é que o índice de preços ao consumidor recue ao longo de 2020 e permita ao Banco Central manter a taxa básica de juros em níveis historicamente baixos.

Influenciado pela alta no preço da carne, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de dezembro ficou em 1,15%, o maior resultado para o mês desde 2002, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgados nesta sexta-feira (10).

Para janeiro, as projeções estão abaixo de 0,5%. Nos últimos 20 anos, o IPCA do primeiro mês do ano foi de 0,7%, em média.

No acumulado do ano passado, o índice ficou em 4,31%, ligeiramente acima dos 4,25% fixados como meta pelo CMN (Conselho Monetário Nacional), mas dentro do limite de variação de 1,5 ponto percentual.

Para 2020, a meta é de 4%, com o mesmo intervalo de tolerância, e as estimativas continuam abaixo desse patamar.

As projeções de pesquisa Focus realizada até a semana passada apontavam inflação de 0,39% em janeiro e 3,6% neste ano.

A economista do Itaú-Unibanco Julia Passabom diz que a tendência é que a carne bovina sofra deflação no primeiro trimestre de 2020, pois o preço do boi tem recuado no atacado em relação ao pico atingido no ano passado.

“Vamos observar uma desaceleração maior nesse componente, com alívio no começo do ano. O preço deve ficar alto um tempo, mas espero que devolva o choque”, afirma Passabom.

A instituição projeta inflação de 3,5% neste ano. “Esperamos para janeiro uma inflação de 0,26%, desaceleração bem relevante em relação ao registrado em dezembro, e em meio a esse 0,26% projetamos a deflação da carne bovina, que deve ir ao terreno negativo rapidamente”, afirma a economista.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/economia/economistas-esperam-queda-de-inflacao-em-2020/
Desenvolvido por CIJUN