Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Emprego tem o pior resultado desde 2004

| 22/05/2014 | 05:00

Com fechamento de 325 postos de emprego formal em abril deste ano, o mercado de trabalho em Jundiaí teve o pior desempenho, na comparação com o mesmo período, desde 2004. Na década, o único resultado negativo havia sido contabilizado em 2009, quando a cidade perdeu 71 vagas.

Os números são reflexo de um momento econômico que não é favorável de acordo com o economista Gildo Canteli. “Com essa história de importarmos muitas mercadorias, a indústria brasileira está morrendo. Consequentemente, isso reflete no comércio. O dólar está baixo, o real valorizado demais e isso aumenta as importações e diminui as exportações”, avalia Canteli, exemplificando o quanto o cenário, dessa forma, é negativo de maneira geral.

Na comparação com abril de 2013, a queda é de mais de 160%. E considerando os períodos de janeiro a abril, entre 2014 e 2013, houve retração de 26,7% do mercado de trabalho formal. Neste ano, embora o resultado do mês passado seja negativo, foram criados 799 postos. Entre os mais diferentes setores, a indústria foi quem teve o pior desempenho, em abril, com 283 vagas fechadas.

No comércio, foram – 47 postos de trabalho – inferior a março (-165) e também a janeiro (-439). Nesse segmento, o resultado foi positivo somente em fevereiro, com 119 vagas abertas. Na contramão deste cenário, a área de serviços tem somado bons resultados. E essa é mesmo a tendência, de acordo com Canteli, principalmente agora com a aproximação da Copa do Mundo.

“A expectativa era de ter esse impacto no mercado de trabalho como um todo já em abril. Não aconteceu, agora temos que esperar os números de maio.” O setor terciário gerou 1.057 vagas de fevereiro a abril. O único resultado desfavorável foi registrado em janeiro de 2014, com fechamento de 88 postos formais.

“Se a gente for comparar Jundiaí com cidades maiores, como Campinas, o resultado ainda é aceitável”, destaca o economista, completando: “Jundiaí tem 456 vagas de emprego formal para cada grupo de mil habitantes. Campinas, por sua vez, tem 356 para cada mil pessoas.” No entanto, cidades da região como Vinhedo, por exemplo, bem menor em número de população, criou 939 vagas formais de janeiro a abril de 2014 – 140 postos a mais do que o resultado obtido por Jundiaí no mesmo período.


Link original: https://www.jj.com.br/economia/emprego-tem-o-pior-resultado-desde-2004/
Desenvolvido por CIJUN