Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Empregos: MP protege empresas e empregados

Da Redação | 03/04/2020 | 13:00

A medida provisória (MP) que institui o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda anunciada quarta-feira (1) pelo Governo Federal é uma forma de proteger as empresas, comércios e os empregados, na opinião de Edison Maltoni, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí e Região (Sincomercio) e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Jundiaí). A iniciativa faz parte de ações para enfrentamento do estado de calamidade pública decorrente do novo coronavírus (covid-19).

Para Maltoni, o programa é positivo porque autoriza que empresas reduzam salários e jornadas de funcionários, com compensação por parte do governo. “A medida cria um benefício que protege o empregado e as empresas nesse momento de crise. Em conjunto, empregados e empregadores poderão chegar a um consenso com redução da jornada de trabalho e de salário, sem redução de salário-hora, e sempre mantido o salário mínimo. Haverá ajuda com o pagamento de um benefício do governo federal”, observa Maltoni. “Para evitar o colapso econômico com a pandemia de coronavírus é necessário, urgente e inquestionável que os governos têm que aumentar os gastos para evitar fechamento de empresas, o aumento de desemprego e caos social”, completa Maltoni.

Orientações
Visando a recuperação econômica das cidades representadas pelo Sincomercio e a garantia do emprego dos trabalhadores, o presidente da entidade patronal passa algumas orientações. “É para que os empresários analisem as alternativas oferecidas nas medidas emergenciais anunciadas pelos governos, como adoção de férias coletivas, compensação de horas, antecipação de feriados, entre outras, para se adequar da melhor forma, mantendo seu negócio, se reinventando e, consequentemente, garantir empregos”, observa.

Ele completa ainda que o empresário deve fazer as contas dos custos fixos para saber se haverá dinheiro em caixa durante esse período de crise e renegociar contratos, aluguéis, pedir que fornecedores estendam os prazos. “Verifique também as linhas de crédito disponíveis com juros mais baixos”, orienta.


Leia mais sobre | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/economia/empregos-mp-protege-empresas-e-empregados/
Desenvolvido por CIJUN