Economia

Fábrica da General Motors concede férias coletivas


T_FábricaGM
Crédito: Reprodução/Internet
A General Motors adotou férias coletivas em todo complexo de São José dos Campos (SP), em resposta à reivindicação protocolada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, como forma de prevenção ao coronavírus. Os trabalhadores não devem ir à fábrica a partir desta terça-feira (24). A montadora já havia anunciado que iria adotar férias parciais e setoriais a partir de 30 de março. Segundo o sindicato, a liberação fica antecipada em uma semana, como era reivindicado pela entidade, filiado à CSP-Conlutas. Para a entidade sindical, que exigiu a antecipação das férias, todas as empresas da região precisam seguir o exemplo da GM, em linha com as recomendações da Organização Mundial de Saúde de se evitar aglomeração de pessoas para barrar o contágio pelo vírus. “Não poderíamos esperar até o dia 30 para que os trabalhadores fossem liberados. A crise provocada pelo coronavírus exige medidas imediatas. Por isso, estamos fazendo a exigência de licença remunerada em todas as empresas”, afirma o vice-presidente do Sindicato, Renato Alme.

Notícias relevantes: