Economia

Fecombustíveis diz que já passa de 90% o percentual de postos sem estoque

Bahia, Distrito Federal e Espírito Santo estão próximos de não ter mais combustíveis para abastecer a população. De acordo com a Fecombustíveis (entidade que representa os donos de postos), já passa de 90% o percentual de postos sem estoque nesses estados. Em balanço divulgado na manhã desta sexta (25), a federação diz que há problemas graves de abastecimento também em Minas Gerais e no Mato Grosso. As distribuidoras de combustíveis estão com dificuldades de entregar produtos por causa da greve dos caminhoneiros. LEIA MAIS Protesto de agricultores jundiaienses entra na Av. Jundiaí e fechará 9 de julho; SIGA AO VIVO Michel Temer anuncia que forças de segurança vão liberar estradas bloqueadas por caminhoneiros DIA DE CAOS: veja os reflexos da greve dos caminhoneiros e da falta de combustível em Jundiaí Na região de Porto Alegre não há mais produtos, informou a Fecombustíveis, destacando que ainda é possível abastecer nos postos do interior do estado. Na cidade do Rio e na Baixada Santista, mais de 90% dos postos estão sem estoques. A greve foi iniciada na segunda (21), em protesto contra a escalada dos preços dos combustíveis. Nesta quinta (24), o governo anunciou acordo com os caminhoneiros, concedendo uma série de subsídios à categoria, mas ainda não houve desmobilização. O Brasil tem cerca de 42 mil postos de gasolina, que são abastecidos por distribuidoras em caminhões tanque. Em geral, os estoques dos postos são planejados para um período de dois a três dias.

Notícias relevantes: