Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Franquias devem abrir mais de 400 lojas no Brasil

Da Redação | 26/11/2019 | 05:00

A fusão com a MultiQSR, detentora dos diretos de master-franquia da Pizza Hut e KFC no Brasil, acelerou os planos de expansão da holding International Meal Company (IMC) – dona das redes Frango Assado e Viena. A empresa pretende investir R$ 450 milhões em cinco anos, abrir 415 lojas e gerar 9 mil empregos no País. As novas unidades do Frango Assado que serão abertas, por exemplo, deverão ser construídas no conceito “conveniência”, dentro de contêineres, a partir de 2020.

Os planos de expansão já vinham sendo desenhados desde o anúncio da fusão, em julho, mas agora podem ser efetivados, diz o presidente da IMC, Newton Maia Alves. Segundo ele, o negócio resulta num grupo com receita de R$ 1,8 bilhão e quase 500 lojas, entre próprias e franqueadas.

As primeiras iniciativas do pós-fusão devem ser conhecidas pelos consumidores até o fim do próximo mês. Das 25 lojas do Frango Assado, 10 terão uma Pizza Hut dentro do restaurante. O objetivo é adotar a mesma estratégia em todas as unidades, diz Alves. Outra decisão é converter pontos do restaurante Viena que não estão tendo bom desempenho em Pizza Hut ou KFC – ou os dois juntos, dependendo do tamanho da área.

Louveira

Um ponto importante é a cozinha central em construção em Louveira. Quando estiver pronta, as cozinhas do Viena, por exemplo, serão fechadas e tudo ficará centralizado na produção. “Hoje são produzidas 233 toneladas por mês de alimentos com 235 funcionários. Com a nova cozinha, serão produzidos 525 toneladas em um turno com 78 funcionários”, diz o presidente do IMC, Newton Maia Alves.

A mudança deve gerar economia de R$ 20 milhões por ano. O famoso pão de semolina, vendido no Frango Assado, será produzido na cidade enviado ultracongelado para todas as lojas. A medida deve economizar R$ 3 milhões apenas com padeiros.

 


Leia mais sobre | | |
Link original: https://www.jj.com.br/economia/franquias-devem-abrir-mais-de-400-lojas-no-brsail/
Desenvolvido por CIJUN