Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Hesitação do governo pode frear mercado imobiliário

Folhapress | 14/02/2020 | 10:00

O Secovi-SP (sindicato do setor imobiliário de SP) afirma que a hesitação do governo federal no andamento da agenda de reformas, associada a demandas de mudanças no Plano Diretor de São Paulo, pode frear o ritmo de expansão do mercado.

O ano de 2020 deve ser de estabilidade nos lançamentos e vendas de imóveis em São Paulo, após o mercado ter registrado o maior crescimento desde 2007. “O imponderável tem sido cada vez mais frequente. É difícil a gente prever as condições macroeconômicas em 2020. O governo tem posições complexas. Agora, nessa manhã, parece que a reforma administrativa voltou ao radar, que entendemos que é muito importante para o país. Efetivamente, precisamos equilibrar nossas contas e não apenas cobrando mais impostos. Tem de se reduzir o custo governo”, diz.

Para o sindicato, o ciclo de recuperação do mercado imobiliário está completo e é preciso manter “o pé no chão” em 2020. A entidade projeta estabilidade no volume de vendas e lançamentos e um aumento de 10% no VGV (Valor Global de Vendas), que é a receita total das empresas. Foram lançados 55,5 mil imóveis em São Paulo em 2019 e vendidos 44,7 mil.

No âmbito local, o setor reivindica uma recalibragem da lei de zoneamento em São Paulo, permitindo um número maior de unidades por metro quadrado de terreno. A revisão desses parâmetros foi discutida pelo município em 2019, mas uma decisão judicial impediu o envio do projeto à Câmara.

Segundo Jafet, os ajustes nessa limitação de aproveitamento dos terrenos seriam uma solução provisória até o próximo ano, quando terá início a discussão de revisão do Plano Diretor -e quando o setor conseguiria colocar em análise mudanças no modelo de urbanização, que, para ele, não atende às necessidades atuais de moradia.

Do total de imóveis residenciais lançados no ano passado, 49% era do segmento econômico.

Caixa anunciou que redução das taxas de juros facilita o acesso à casa própria e estimula o mercado imobiliário (Foto: Arquivo/Wilson Dias/Agência Brasil)


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/economia/hesitacao-do-governo-pode-frear-mercado-imobiliario/
Desenvolvido por CIJUN