Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Parque Tecnológico exige qualificação

| 26/05/2014 | 00:22

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia de Jundiaí, Marcelo Cereser, o Parque Tecnológico – em fase de implantação na cidade – irá colaborar para o crescimento das classes A e B em Jundiaí. “O parque irá  trazer empresas com tecnologia de ponta, o que traz profissionais como engenheiros, mais conceituados, com boa formação. É mais sofisticação”, diz.

O papel do poder público, segundo Cereser, é deixar o caminho preparado para esse futuro. “Essa mão de obra vai morar num bairro melhor, frequentar restaurantes mais sofisticados e coisas como essas dão sustentação para o desenvolvimento dessa característica em nosso município”, completa.

O desafio é crescer com qualidade, agregando sofisticação à melhor infraestrutura urbana. Para o diretor de Fomento ao Comércio da Prefeitura de Jundiaí e presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas, Edison Maltoni, a cidade está vivendo seu melhor momento. “Ainda faltam algumas conquistas, mas tem muita coisa acontecendo, estamos sendo procurados por marcas importantes e isso tende a crescer.”

Maltoni destaca nichos como de cafeteria, já bem servido na cidade. Em compensação, segundo ele, ainda faltam padarias, por exemplo, mais focadas na classe alta. E, quando se trata de enumerar os desafios, capacitação profissional e atendimento são destacados pelo diretor de fomento ao comércio como demandas urgentes.

“Não temos mão de obra, de fato, para atender a classe A. Mas estamos trabalhando nesse sentido já há uns dois anos. A CDL tem feito várias pesquisas nesse sentido e tem muita coisa ocorrendo”, afirma.


Link original: https://www.jj.com.br/economia/parque-tecnologico-exige-qualificacao/
Desenvolvido por CIJUN