Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Pesquisar é a dica para comprar brinquedos

| 07/10/2014 | 21:16

Quem for às compras para o Dia das Crianças no Centro de Jundiaí vai encontrar preços que variam entre as categorias de brinquedos mais procurados, como bonecas e carrinhos. Há diversas opções entre as diversas faixas de preços e o consumidor precisa pesquisar para encontrar as melhores ofertas, alerta a Fundação Procon.

Na loja Pererê Brinquedos, os preços das bonecas têm uma variação mínima de R$ 82,01, com opções entre R$ 7,99 e R$ 90. Para os carrinhos, a diferença é maior, de R$ 224,81, com produtos entre R$ 9,99 e R$ 234. Na Ciranda Brinquedos, a boneca mais barata custa R$ 16,90 e a mais cara, R$ 269, com variação de R$ 252,01. Já na parte de carrinhos, há menos opções: o mais em conta custa R$ 7,99 e o mais caro, R$ 159,99.

As bonecas na loja Maravilhas do Lar, uma das mais populares da cidade, têm preços entre R$ 7,99 e R$ 349, com diferença máxima de R$ 341,01. A mais procurada é a “Peppa”, com modelos que variam entre R$ 99 e R$ 159,90. Já nas prateleiras de carrinhos, são encontradas opções de R$ 6,90 até R$ 399, com a maior margem pesquisada, de R$ 392.

Agnes Pelissoli Berigge, 34 anos, começou a pesquisa de presentes do filho e dos quatro sobrinhos na Maravilhas do Lar Kids na tarde de ontem. “É a primeira loja onde eu venho, mas aqui os preços estão bons”, avalia. Segundo Agnes, ir para as compras sem as crianças ajuda a economizar. “Elas querem as coisas mais caras. Vir sozinha ajuda a pensar melhor”, diz.

Dicas de bolso – De acordo com o coordenador do Procon Jundiaí, Adilton Garcia, comparar antes de comprar é fundamental. “Sempre existe diferenciação de preço. Ir em lojas de bairro é uma boa opção. Em geral lojas em shopping são mais caras”, alerta.

Outra recomendação do coordenador para não cair em armadilhas é não comprar por impulso, principalmente produtos para o público infantil. “A oferta e a publicidade são muito grandes para atrair as crianças. E se elas forem na loja, vão querer comprar”, explica. Ainda de acordo com Adilton, também vale verificar selos de segurança e exigir sempre a nota fiscal.


Link original: https://www.jj.com.br/economia/pesquisar-e-a-dica-para-comprar-brinquedos/
Desenvolvido por CIJUN